A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Organograma da Superintendência de Recursos Humanos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Organograma da Superintendência de Recursos Humanos."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Organograma da Superintendência de Recursos Humanos

4 fim PROPÓSITO – PROGRAMAS – LINHAS DE AÇÃO – FINALIDADE

5 Gestão de Pessoas PROGRAMAS Valorização do Servidor Público Profissionalização do Serviço Público Suporte à Gestão de Pessoas Reorganização da Previdência Estadual

6 Planejamento do Quadro de Pessoal Linhas de Intervenção Gestão de Pessoas Aumentar a governança do Poder Executivo Estadual Finalidade: Aprendizado Organizacional Política de Gestão de Pessoas Observação Observação Prog

7 Garantir unidade nas diretrizes de Gestão de Pessoas do Executivo Estadual, alinhadas ao Plano de Governo. Macro-objetivo da Linha de Intervenção Política de Gestão de Pessoas G.P.

8 Política de Gestão de Pessoas G.P.Prog

9 Adequar a estrutura de pessoal do Executivo ao Planejamento Orçamentário de Governo. Macro-objetivo da Linha de Intervenção Planejamento do Quadro de Pessoal G.P.

10 Planejamento do Quadro de Pessoal G.P. Cultura de planejamento integrado internalizada Quadro de pessoal identificado e associado aos programas de governo Quadro de pessoal dimensionado e Plano de ação para adequação do quadro elaborado Planejamento do Quadro de Pessoal Elaborado Quadro de Pessoal Adequado Elaborar Planejamento de quadro de Pessoal nas áreas de Planejamento, Administração e finanças (Órgãos Sistêmicos e Unidades-Meio das Secretarias, Autarquias e Fundações).Educação (Órgão Central).Saúde ( um Hospital de Grande Porte Dimensionar a força de trabalho necessária à implementação das ações do Executivo Estadual Prog

11 Aprendizado Organizacional Fortalecer a inteligência estratégica governamental e a qualidade da gestão pública. Macro-objetivo da Linha de Intervenção G.P.

12 Aprendizado Organizacional ProgG.P.

13 Negociação trabalhista ganha - ganha. Linhas de Intervenção Valorização do Servidor Público Promover um ambiente de Aprendizagem Organizacional e de Trabalho Decente. Finalidade: Cargos, Carreiras e Remuneração Princípios motivadores da ação administrativa. Observação Prog Qualidade de Vida no trabalho

14 Princípios motivadores da ação administrativa Fortalecer o grau de comprometimento e colaboração (engajamento) do servidor com a missão institucional. Macro-objetivo da Linha de Intervenção V.S.P.

15 Princípios motivadores da ação administrativa V.S.P.Prog

16 Negociação trabalhista ganha -ganha. Imprimir confiança e transparência nas relações trabalhistas. Macro-objetivo da Linha de Intervenção V.S.P.

17 Negociação trabalhista ganha -ganha. V.S.P.Prog Implantar o Sistema Estadual de Negociação Permanente - SENP. Implantação dos Núcleos de Relações Trabalhistas - Núcleo Central e Núcleos Setoriais Compatibilizar os cargos e carreiras com as atividades finalísticas dos órgãos e entidades estaduais. Realizar estudos e propor alterações relacionadas à estrutura de remuneração dos servidores. Sistema Estadual de Negociação implantado e relações fortalecidas. Núcleo Central e Núcleos Setoriais implantados

18 Cargos, Carreiras e Remuneração Aperfeiçoar a gestão de cargos, carreiras e remuneração. Macro-objetivo da Linha de Intervenção V.S.P.

19 Cargos, Carreiras e Remuneração V.S.P.Prog

20 Promover a prevenção, o diagnóstico precoce e a reabilitação da saúde do servidor. Macro-objetivo da Linha de Intervenção Qualidade de Vida no trabalho V.S.P.

21 Qualidade de Vida no trabalho ProgV.S.P. Clip Promover ambiente físico adequado aos colaboradores da SRH Otimizar o relacionamento intergrupal Reestruturar física e organizacionalmente a SRH e Junta Médica Oficial do Estado.. Implementar ações que estimulem a iniciativa, a resposta rápida e o relacionamento interpessoal. Projeto Intersetorial de Saúde Ocupacional e Qualidade de Vida implantado. SRH e Junta Médica Oficial do Estado reestruturada. Relacionamento intergrupal otimizado Implementar o Projeto Intersetorial de Saúde Ocupacional e Qualidade de Vida. Reestruturar física e organizacionalmente a SRH e Junta Médica Oficial do Estado.

22 Posicionamento estratégico da Gestão de Pessoas Linhas de Intervenção Ampliar as capacidades do Executivo Estadual e melhorar a qualidade dos Serviços Públicos Finalidade: Educação Corporativa em Gestão Pública Gestão do Desempenho Observação Prog Gestão de Benefícios não previdenciário Profissionalização do Serviço Público

23 Ampliar a competência das pessoas na organização, subsidiando sistemas de remuneração variável, recompensas e premiações por resultados Macro-objetivo da Linha de Intervenção Gestão do Desempenho P.S.P.

24 Gestão do Desempenho P.S.P.Prog

25 Fortalecer e garantir, junto aos órgãos e entidades do Executivo Estadual, maior transversalidade e posicionamento estratégico da Gestão de Pessoas. Macro-objetivo da Linha de Intervenção Posicionamento estratégico da Gestão de Pessoas P.S.P.

26 Posicionamento estratégico da Gestão de Pessoas P.S.P.Prog

27 Fortalecer a cultura organizacional com foco na melhoria da Gestão Pública Macro-objetivo da Linha de Intervenção Educação Corporativa em Gestão Pública P.S.P.

28 Educação Corporativa em Gestão Pública P.S.P. PROGET cumprindo as determinações do Decreto Prog

29 Otimizar serviços e racionalizar gastos com saúde e segurança do trabalhador. Macro-objetivo da Linha de Intervenção Gestão de Benefícios não previdenciário P.S.P.

30 Gestão de Benefícios não previdenciário Prog P.S.P.

31 Histórico Funcional Linhas de Intervenção Assegurar a simplificação dos processos e a confiabilidade das informações de Pessoal. Finalidade: Adequação da Legislação Atualização Cadastral Prog Manual de Procedimentos para a Gestão de Pessoas Suporte à Gestão de Pessoas Desenvolvimento de Ferramentas e Sistemas Controle sistêmico e acompanhamento da Folha de Pagamento Comunicação

32 Prover o Executivo Estadual de uma base de dados cadastrais confiável, validada pelos próprios servidores e em conformidade com os órgãos expedidores. Macro-objetivo da Linha de Intervenção Atualização Cadastral S.G.P.

33 Atualização Cadastral S.G.P.Prog

34 Resgatar informações sobre a trajetória do servidor/empregado público ativo desde seu ingresso no Executivo Estadual, ampliando a base de dados do sistema atual e facilitando a implantação do novo sistema integrado de Gestão de Pessoas. Macro-objetivo da Linha de Intervenção Histórico Funcional S.G.P.

35 Histórico Funcional S.G.P.Prog

36 Garantir conformidade com os novos procedimentos provenientes do redesenho de processos e com o novo ordenamento jurídico. Macro-objetivo da Linha de Intervenção Adequação da Legislação S.G.P.

37 Adequação da Legislação S.G.P. e atualizada. Prog

38 Instrumentalizar as áreas de Gestão de Pessoas do Estado para uma atuação uniforme e integrada Macro-objetivo da Linha de Intervenção Manual de Procedimentos para a Gestão de Pessoas S.G.P.

39 Manual de Procedimentos para a Gestão de Pessoas S.G.P.Prog

40 Desenvolvimento de Ferramentas e Sistemas Oferecer soluções integradas em TI para fortalecer o gerenciamento descentralizado Macro-objetivo da Linha de Intervenção S.G.P.

41 Desenvolvimento de Ferramentas e Sistemas Prog S.G.P. Descentralizar o Sistema de Informações Gerenciais – OLAP.

42 Controle sistêmico e acompanhamento da Folha de Pagamento Verificar as inconformidades, mensurar os prejuízos e assegurar a correlação entre proventos e cargos. Macro-objetivo da Linha de Intervenção

43 Controle sistêmico e acompanhamento da Folha de Pagamento S.G.P. Compor um grupo de trabalho entre SRH (DRH,DPL,DPR, Junta Médica) e SEFAZ(AGE) Identificar as inconsistências da folha relativas a direitos e vantagens tais como salário-família, adicionais de insalubridade e periculosidade, gratificações. Criar relatórios gerenciais. Adotar providências necessárias junto aos órgãos/entidades para regularização das inconsistências encontradas. Folha de pagamento consistente Prog

44 Comunicação Criar canal de comunicação permanente e efetivo entre DRH, setoriais e servidores. Macro-objetivo da Linha de Intervenção

45 Comunicação S.G.P. Criar grupo na ferramenta lotus notes (público-alvo: CRH,DA,DG) Elaborar jornal informativo Implantar call center Implantar HELP DESK voltado aos usuários do SIRH. Veículos de comunicação implantados Prog

46 Nova Lei Previdenciária Estadual Linhas de Intervenção Aprimorar os serviços prestados pela Previdência Estadual, adequando-a aos novos ditames constitucionais e assegurando informações fidedignas Finalidade: Revisão das pensões previdenciárias BAHIAPREVIDÊNCIA Prog Recadastramento de pensionistas e inativos Reorganização da Previdência Estadual Suporte à Gestão da Previdência

47 BAHIAPREVIDÊNCIA Criar um órgão gestor único da Previdência estadual, sob forma de autarquia vinculada à SAEB, para atender exigência constitucional. Macro-objetivo da Linha de Intervenção R.P.E. Simplificar os processos e assegurar a confiabilidade das informações, disseminando-as.

48 BAHIAPREVIDÊNCIA R.P.E.

49 Nova Lei Previdenciária Estadual Adequar a legislação previdenciária estadual às alterações introduzidas pelas Emendas Constitucionais nºs 41 e 47. Macro-objetivo da Linha de Intervenção R.P.E.Prog

50 Nova Lei Previdenciária Estadual R.P.E.

51 Revisão das pensões previdenciárias Promover a atualização das pensões pagas aos dependentes de ex-servidores dos três Poderes. Macro-objetivo da Linha de Intervenção R.P.E.

52 Revisão das pensões previdenciárias R.P.E.Prog

53 Recadastramento de pensionistas e Inativos Prover a Administração Pública Estadual de uma base confiável de dados cadastrais. Macro-objetivo da Linha de Intervenção R.P.E.

54 Recadastramento de pensionistas e inativos Prog R.P.E.

55 Suporte à Gestão da Previdência Macro-objetivo da Linha de Intervenção S.G.P. Simplificar os processos e assegurar a confiabilidade das informações, disseminando-as.

56 ProgS.G.P. Suporte à Gestão da Previdência

57 Aumentar a governança é promover a capacidade do governo em formular e implementar políticas públicas e em decidir, entre diversas opções, qual a mais adequada. Para isto, são necessários o fortalecimento da inteligência estratégica governamental e a adoção de novas práticas de interlocução e participação (MPOG, 2003). Aumentar a governança do Poder Executivo Estadual

58 Aprendizagem Organizacional constitui um conjunto de princípios e estratégias para o desenvolvimento do raciocínio sistêmico e aprendizagem compartilhada nas organizações. (Chris Argyris e Peter Senge) Aprendizado Organizacional

59 A Organização Internacional do Trabalho define ´trabalho decente´ como a expressão do trabalho seguro, saudável, produtivo e de qualidade. (OIT, 1998) Aprendizagem Organizacional constitui um conjunto de princípios e estratégias para o desenvolvimento do raciocínio sistêmico e aprendizagem compartilhada nas organizações. (Chris Argyris e Peter Senge) Promover um ambiente de Aprendizagem Organizacional e de Trabalho Decente

60 Capacidades humanas : é o conjunto de coisas que as pessoas podem fazer ou ser (PNUD, 2002). Capacidades estatais dizem respeito às potencialidades e habilidades de promover e implementar ações coletivas eficientemente e de forma sustentável. Referem-se ao conhecimento e à competência. (BIRD, 1997). Ampliar as capacidades do Executivo Estadual e melhorar a qualidade dos Serviços Públicos

61 NORTEAR E FAZER CONVERGIR A GESTÃO DE PESSOAS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL, PROMOVENDO AMBIENTES DE APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL E DE TRABALHO DECENTE, DE MODO A AMPLIAR CONDIÇÕES E CAPACIDADES GERADORAS DE VALOR PÚBLICO.... Propósito SRH

62 Propósito DDE Criar e irradiar ambientes de aprendizagem organizacional focado no desenvolvimento de pessoas e no trabalho decente, buscando a excelência de gestão pública....

63 Propósito DPL Fomentar a inteligência estratégica nas organizações através do provimento de informações, diretrizes e metodologias eficazes para fundamentar a tomada de decisão referente à Gestão de Pessoas, em prol da unidade do serviço e do interesse público...

64 Propósito DPR Reconhecer e assegurar os direitos previdenciários aos servidores públicos do Estado da Bahia e seus dependentes, garantindo-lhes segurança na gestão dos benefícios previsto em lei....

65 Propósito DRH Garantir segurança e confiabilidade na Gestão dos Recursos Humanos através do provimento de quadros, normatização, disseminação, controle e integração de informações....

66 Propósito CGSO Promover um ambiente de trabalho saudável e seguro, garantindo a correta concessão dos direitos e a racionalidade no uso dos recursos através da identificação, prevenção e eliminação dos agravos à saúde do servidor....


Carregar ppt "Organograma da Superintendência de Recursos Humanos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google