A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA FINS ESPECIAIS Profª Tânia Carolina Atendimento ao Consumidor e Rotulagem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA FINS ESPECIAIS Profª Tânia Carolina Atendimento ao Consumidor e Rotulagem."— Transcrição da apresentação:

1 ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA FINS ESPECIAIS Profª Tânia Carolina Atendimento ao Consumidor e Rotulagem

2 APRESENTAÇÃO Produtos: Light Diet Para celíacos Para Fenilcetonúricos Para Intolerantes à lactose Alimentos Funcionais Prebióticos, Probióticos e Simbióticos Transgênicos Aditivos (Conceitos, Classificação e Implicação à saúde)

3 CONCEITOS 1. ALIMENTOS MODIFICADOS 2. ALIMENTOS DIETÉTICOS = Isenção 3. ALIMENTOS LIGHT = Redução AÇÚCAR AA ou PTN GORDURAS SÓDIO COLESTEROL

4 ALIMENTOS PARA DIETAS DE CONTROLE DE PESO Alimentos formulados e elaborados de forma a apresentarem composição definida e adequada a suprir às necessidades nutricionais do indivíduo e que sejam destinadas a prover a redução ou ganho de peso. Estes alimentos não poderão constituir fonte exclusiva do teor nutricional da dieta.

5 COMO ESCOLHER? Alimentos diet ou light? A indecisão começa na prateleira dos supermercados com rótulos confusos e informações imprecisas. Com o crescimento de mais de 300% nos últimos dez anos, a industria de alimentos de baixa calorias ainda está engatinhando no Brasil. Até hoje não existe uma regulamentação precisa sobre o assunto, o que acaba confundindo muita gente na hora de buscar a melhor opção para a dieta. ATENÇÃO: O abuso em alimentos diet ou light é o principal responsável pelo fracasso da maioria das dietas.

6 O uso da palavra diet ou light é feito indiscriminadamente! Nos EUA e Europa, o diet quer dizer sem açúcar e, por isso, recomendado para diabéticos; Aqui, o diet acabou ganhando uma conotação negativa e associada à doença. O uso da palavra light dá a impressão do alimento menos calórico e saudável.

7 colesterol açúcar gordurasaturada Alimento Tradicional açúcar colesterol adoçanteartificial gordurasaturada Alimento Diet

8 Sorvete diet sem açúcar O açúcar foi o ingrediente retirado. O produto pode ser utilizado por diabéticos ( que não necessitem de restrição de gorduras! ) açúcar colesterol adoçanteartificial gordurasaturada Mas quem precisa reduzir colesterol não pode ingerir este sorvete diet!!!!

9 Se o colesterol foi retirado, o produto pode ser utilizado por quem tem colesterol alto. Sorvete diet sem colesterol zerocolesterol gordurasaturada colesterol Mas não pode ser utilizado por diabéticos, porque o açúcar continua presente na composição do alimento!!!! açúcar

10 colesterol açúcar gordurasaturada Produtos diet têm que garantir ao consumidor que aquela substância foi totalmente retirada do alimento, podendo ser utilizado por diabéticos (não tem açúcar), por pessoas com colesterol elevado (colesterol zero), ou com pressão alta (sem sal), etc.

11 ATENÇÃO!!! DIET NÃO QUER DIZER QUE O ALIMENTO TENHA POUCAS CALORIAS!

12 Sem açúcar Sem açúcar Níveis elevados Níveis elevados de gordura! de gordura! Altamente calórico! Altamente calórico! Chocolate não diet 565 calorias por cada 100 gramas Chocolate diet 535 calorias por cada 100 gramas Diferença = apenas 30 calorias

13 PRODUTOS DIETÉTICOS Nesses produtos, o açúcar é substituído por outra substância que dá o sabor doce ao alimento. Apesar de não fazerem mal ao diabético, essas substâncias contém calorias. O Sorbitol e o Aspartame, por exemplo, são as substâncias mais usadas em produtos dietéticos.

14 ADOÇANTES Podem ser divididos em dois grupos: Adoçantes com poder calórico ou nutritivos Adoçantes sem poder calórico ou com poder calórico extremamente reduzido

15 ADOÇANTES Adoçantes com poder calórico ou nutritivos: Açúcares e similares: frutose, glicose, dextrose, lactose, maltose, açúcares invertidos, xaropes, mel, sucos de frutas concentrados, entre outros. Substitutos de açúcar, também denominados polióis: sorbitol, lactitol, manitol, maltitol, eritritol, xilitol, isomalt, hidrolizados de amido hidrogenado (HSH), entre outros.

16 ADOÇANTES Adoçantes sem poder calórico ou com poder calórico extremamente reduzido: são conhecidos como edulcorantes intensivos. Exemplos: aspartame, ciclamato, sacarina, sucralose, acesulfame-K e esteviosídeo, entre outros.

17 ADOÇANTES Os EDULCORANTES, como todo aditivo, têm seu uso permitido de acordo com legislação pertinente. O JECFA e o FDA especificam o limite de cada edulcorante em termos de IDA (Ingestão Diária Aceitável), que servem como referência mundial.

18 Edulcorante Poder adoçante em relação à sacarose IDA recomendada pelo JECFA (em mg/kg de peso corpóreo) Calorias Ciclamato30 vezes maior11,00 Acesulfame-K 200 vezes maior 15,00 Aspartame 180 a 200 vezes maior 40,04 kcal/g Esteviosideo 200 a 300 vezes maior 5,5 Não definida, >0 Sacarina 300 vezes maior 2,50 Sucralose 600 vezes maior 15,00

19 Contra-Indicações dos Adoçantes: Nome do Edulcorante Indicações e Contra-indicações Acessulfame K Contra indicado para pessoas com deficiências renais que necessitam limitar a ingestão de potássio (K) Permitido para diabéticos Não favorece a formação de cáries Aspartame Contra indicado para fenilcetonúricos (*) Contra indicado para gestantes e lactentes Permitido para diabéticos Ciclamato Contra indicado para hipertensos

20 Nome do Edulcorante Indicações e Contra-indicações Sacarina Contra indicado para hipertensos Stévia É totalmente atóxico e seguro para o organismo Frutose Contra indicado para quem está com excesso de triglicerídeos Causa cáries Lactose Contra indicado para pessoas com alergia a leite e seus derivados Pode ter efeito laxativo Manitol Não favorece a formação de cáries Consumido em excesso tem efeito laxativo Sorbitol Sabe-se que doses acima de 70g/dia tem efeito diurético e laxativo Não favorece a formação de cáries Pode ser consumido por diabéticos Contra-Indicações dos Adoçantes:

21 Nome do Edulcorante Indicações e Contra-indicações XilitolNão favorece a formação de cáries SucraloseSabe-se que é atóxica à reprodução e ao crescimento infantil Pode ser consumido por diabéticos MaltodextrinaContra indicado para diabéticos por conter glicose, dextrose e diversos açúcares Fonte:Organização Mundial de Saúde, através da United States Recommended Daily Allowance (USRDA).

22 FIQUE POR DENTRO Utilize os adoçantes sempre com moderação evitando ingerir produtos diet em excesso; Não use aspartame em alimentos quentes, pois além de perder o poder de adoçar, é possível que haja a formação de substâncias tóxicas; O uso de qualquer adoçante dietético deve ser proibido para gestantes e lactentes. Para crianças obesas deve ser usado com moderação.

23 ADOÇANTE NA DOSE CERTA A dose diária recomendada (basta multiplicá-la pelo seu peso): Edulcorante Limite (mg/Kg de peso) consumo máx. p/mulher de 60 Kg (mg) Acesulfame-k15900 Aspartame Ciclamato11660 Estevia5,5330 Frutosenão existe- Sacarina5300 Sucralose15900

24 PRODUTOS LIGHT Os alimentos light têm menos calorias que os diet? Nos alimentos diet há a eliminação de um ingrediente, nos light há redução mínima de 25%. Para que um produto light ou diet tenha menos calorias, é preciso que haja redução de um ingrediente calórico como carboidrato, gordura ou proteína e não de substâncias como sódio (sal light).

25 Outra diferença importante é que os produtos light não são necessariamente indicados para pessoas com alguma doença, No caso da Coca-coca light, ela poderia ser consumida por diabéticos já que há eliminação de açúcares. Na realidade, a Coca-Cola light também poderia ser classificada como diet, uma vez que é livre de açúcares.

26 colesterol açúcar gordurasaturada AlimentoTradicional colesterol adoçante gordurasaturada Alimento diet (componente ausente) Alimento light (componente reduzido) colesterol açúcar gordurasaturada

27 Produtos light têm que garantir ao consumidor que pelo menos 25% da substância foi retirada do alimento.

28 O problema começa com o uso destes alimentos na hora de controlar a balança, pois muita gente abusa dos alimentos menos calóricos e acaba comendo mais. Todos os produtos são bons para pacientes com obesidade, hipertensão e diabetes. Mas não significam que por serem light ou diet estão liberados para o consumo indiscriminado. Muitas vezes, um pacote de biscoito light pode ter o mesmo número de calorias de um chocolate.

29 Além disso, alguns alimentos são naturalmente calóricos, como sorvetes e maioneses, que contém alto teor de gordura. O segredo para usar os alimentos menos calóricos é optar por uma pequena porção, evitar a repetição excessiva, e jamais aumentar a quantidade. Não deve-se comer o dobro de um macarrão só porque ele é light.

30 Produtos considerados diet podem apresentar mais calorias que produtos tradicionais; é o que acontece com o chocolate diet, por exemplo, ou com o bolo diet. Estes produtos são isentos de açúcar mas apresentam maiores quantidades de gordura, a fim de conferir sabor. Existem produtos light que também são diet: é o caso do iogurte natural. Este alimento é considerado light por ter reduzido teor de gordura e é diet porque não tem açúcar.

31 COMPARE 2 Fatias de PÃO DIET = 1 Pão de queijo grande120kcal 3 bolas de sorvete napolitano Diet = 1 brigadeiro + 1 fatia de pudim de chocolate 160kcal 2 embalagens de Halls Diet = 1 prato de sobremesa de espaguete ao sugo 160kcal 100g biscoito Diet = 1 fatia de pizza de mussarela + 1 picolé de limão 360kcal 1 barra de 100g de chocolate ao leite Diet = 30g de chocolate Diamante Negro + 1 pastel de queijo + 1 coca-cola 550kcal

32 Portanto, é preciso prestar mais atenção nos rótulos das embalagens para descobrir realmente a quantidade de calorias que cada produto contém, pois só isso poderá indicar em que quantidade eles podem ser consumidos!

33 ROTULAGEM Deve conter: A declaração do conteúdo de nutrientes (Kcal, CHO, PTN, LIP, fibras, GO trans,...); Ser expressa por 100g ou 100ml + porção; Os ingredientes e aditivos Instrução clara do modo de preparo, quando preciso;

34 A advertência: Consumir preferencialmente sob orientação do médico ou nutricionista, (no caso de alimentos dietéticos); Também poderão conter: ATRIBUTOTERMO ESTRANGEIRO Reduzido Light / Less / Reduced / Minus / Lower Baixo Low Não contém (isento) No / Without / Free / Zero Alimentos Dietéticos Diet

35 EXEMPLO DE PRODUTOS Porção40g Kcal 130Kca l Carboidratos27g Proteínas2g Gord Totais2g Fibra4,0g Sódio0mg Granola Diet 250g Ingredientes: Aveia em flocos, maltitol (adoçante), fibra e gérmem de trigo,flocos de cereais(trigo,arroz,aveia e milho),uva passa,flocos de milho,castanhas(caju e pará), maltodextrina,óleo vegetal,maçã desidratada,gergelim,goma acácia,aromas naturais.

36 Porção25g Kcal8 Kcal Carboidratos2g Proteínas0g Gord Totais0g Fibra0g Sódio9mg Porção25g Kcal8 Kcal Carboidratos2g Proteínas0g Gord Totais0g Fibra0g Sódio5mg Geléia Diet de morango 175g Ingredientes: Polpa de morango, água, sucralose, sorbitol, pectina cítrica, ácido cítrico sorbato de potássio Geleia Diet de damasco 175g Ingredientes: Polpa de Damasco, água, sucralose, sorbitol, pectina cítrica, ácido cítrico, sorbato de potássio

37 Porção20g Kcal54 Kcal Carboidratos7g Proteínas2g Gord Totais2g Fibra0g Sódio44mg Porção20g Kcal58 Kcal Carboidratos8g Proteínas2g Gord Totais2g Fibra0g Sódio40mg Doce de leite Diet c/ ameixa 220g Doce de leite Diet c/ côco 220g Ingredientes: Leite integral, ameixa em pasta, sucralose, sorbitol, pectina cítrica, citrato de sódio, bicarbonato de sódio, sorbato de potássio Ingredientes: Leite integral, coco ralado desidratado, sucralose, sorbitol, pectina cítrica, citrato de sódio, bicarbonato de sódio sorbato de potássio

38 Gelatina LightRefresco Light

39 PERGUNTAS 1.DIET é um produto somente sem açúcar? 2.Qual é a diferença entre o alimento DIET sem açúcares e o alimento DIET sem adição de açúcares? 3.O alimento DIET tem sempre menos calorias que o produto convencional? 4.E o alimento LIGHT, tem sempre menos calorias que o produto convencional? 5.Qualquer pessoa pode consumir alimentos DIET?

40 CONCLUSÃO Dos Alimentos para Fins Especiais, os DIET e LIGHT são os mais consumidos, porém, às vezes estes termos são utilizados de forma incorreta, o que pode oferecer danos à saúde de quem os consome. É preciso que os consumidores fiquem esclarecidos e que adquiram o hábito de ler o rótulo das embalagens.

41 Apesar de benéficos, estes alimentos não devem substituir uma alimentação equilibrada (sempre associada a uma atividade física regular), pois só assim poderemos nos manter saudáveis!!!


Carregar ppt "ROTULAGEM DE ALIMENTOS PARA FINS ESPECIAIS Profª Tânia Carolina Atendimento ao Consumidor e Rotulagem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google