A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

APRENDIZAGEM BASEADA NA INVESTIGAÇÃO I Seminário do Curso de Formação Continuada AbInv UCA-UNICAMP no Estado de São Paulo (São Paulo, Campinas, Pedreira,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "APRENDIZAGEM BASEADA NA INVESTIGAÇÃO I Seminário do Curso de Formação Continuada AbInv UCA-UNICAMP no Estado de São Paulo (São Paulo, Campinas, Pedreira,"— Transcrição da apresentação:

1 APRENDIZAGEM BASEADA NA INVESTIGAÇÃO I Seminário do Curso de Formação Continuada AbInv UCA-UNICAMP no Estado de São Paulo (São Paulo, Campinas, Pedreira, Sud Mennucci) 28 de junho de 2013

2 HorárioAtividade 14:00 – 14:15 (15)Histórico do AbInv e Apresentação do curso FCAbinv 14:15 – 15:30 (1h e 15) AbInv nas Escolas fevereiro-junho/2013 Apresentações das Escolas Cofee Break 15:30 – 16:30 (60´) Retomando Conceitos da AbInv e Refletindo sobre a Prática Dinâmica da atividade: cenários mão na massa, discussão em grupos e respostas da atividade 16:30 – 17:00 (30´) Lição de casa: preparação de experimento a ser realizado em setembro nas Escolas Fechamento do Evento e Próximos Passos A GENDA

3 H ISTÓRICO DO A B I NV E P ROPOSTA DO CURSO FCA BINV

4 Iº Seminário 16/Março/ Trocando id é ias: Plano de A ç ão UCA 2012 (atividade em grupo), 2. Plano de A ç ão 2012 (UCA na escola + Forma ç ão Continuada)- 4 escolas (Campinas, Pedreira, São Paulo, Sud Mennucci) apresentam o planejamento 3. T á acontecendo na minha escola!! - Professores dos 4 munic í pios apresentam Cen á rios UCA (em andamento) nas escolas IIº Seminário 11/Maio/ Atividade1 MÃO NA MASSA : Concep ç ões Espontâneas de Fenômenos Naturais; 2. Atividade 2 "Li ç ão de Casa: Propor uma investiga ç ão em seu contexto escolar para coletar e analisar as Concep ç ões Espontâneas dos Alunos para Ciência, M é todo Cient í fico e Pesquisa; 3. V í deo-anima ç ão: M é todo Cient í fico (em português) 4. Constitui ç ão da Equipe do Projeto UCA/CNPQ em SP. IIIº Seminário 10/Agosto/ Relato sobre Web-conferência em 14/06/ Retomada a "li ç ão de casa" lan ç ada no II Semin á rio (maio/2012). Cada Escola apresenta dados colhidos com os alunos, an á lise e reflexão sobre os resultados. 3. Equipe UCA-UNICAMP apresenta resultados do II Semin á rio: a) concep ç ões espontâneas de ciência, pesquisa e m é todo cient í fico; b) Resultados da atividade "mão na massa": Desenvolvimento de Cen á rios para trabalhar concep ç ões espontâneas de fenômenos naturais com alunos na escola, 4. Atividade "li ç ão de casa : Plano e Execu ç ão de uma atividade completa de investiga ç ão a ser conduzida na Escola IVº Seminário 26/Outubro/ Relato sobre Web-conferência em 13/09/ Retomada a lição de casa lançada no III Seminário 3. Atividade Mão na Massa: Refletir sobre cenários de aprendizagem baseados na investigação e como eles se alinham ao currículo e à prática dos professores. Mostra Trabalho Escolas Atividade Lição de casa Especificar Evento para Mostra de Trabalhos na Escola - exposição dos alunos sobre as investigações por eles realizadas.

5 Seminário ISeminário IISeminário IIISeminário IV Campinas NTE3223 Campinas Escola Elza P. Aguiar3355 Campinas Unicamp7889 São Paulo - Escola Jamil4300 Pedreira - Escola Airton Policarpo4885 Sud Mennucci6565 Visitantes2034 GRÁFICO DE PARTICIPAÇÃO NOS SEMINÁRIOS DE 2012.

6 NIED - UNICAMP José Armando Valente Maria Cecília Calani Baranauskas Maria Cecília Martins Fernanda M. P. Freire M. Elisabette B. B. Prado João Vilhete V. dAbreu Manoel Lourenço Filho Ann Berger Valente Larissa de Souza Oliveira NIED - UNICAMP José Armando Valente Maria Cecília Calani Baranauskas Maria Cecília Martins Fernanda M. P. Freire M. Elisabette B. B. Prado João Vilhete V. dAbreu Manoel Lourenço Filho Ann Berger Valente Larissa de Souza Oliveira CAMPINAS Supervisor Bolsista Flávia Martins Guimarães Fung Professoras Bolsistas Gisele Flávia Alves de Oliveira Valéria Alves dos Santos Salgado CAMPINAS Supervisor Bolsista Flávia Martins Guimarães Fung Professoras Bolsistas Gisele Flávia Alves de Oliveira Valéria Alves dos Santos Salgado PEDREIRA Supervisor Bolsista Maria Helena Nogueira de Sá Professor Bolsista Ellys Sylmara Ferrari Cartarozzi PEDREIRA Supervisor Bolsista Maria Helena Nogueira de Sá Professor Bolsista Ellys Sylmara Ferrari Cartarozzi SUD MENNUCCI Supervisor Bolsista Gislene Basso de Paula Professor Bolsista Juliana Aparecida dos Santos Souza SUD MENNUCCI Supervisor Bolsista Gislene Basso de Paula Professor Bolsista Juliana Aparecida dos Santos Souza SÃO PAULO Supervisor Bolsista Sylas Oliveira dos Santos Professor Bolsista ? SÃO PAULO Supervisor Bolsista Sylas Oliveira dos Santos Professor Bolsista ? EQUIPE FCAbINV 2013 Formação Continuada Aprendizagem Baseada na Investigação

7 DADOS DA ESCOLA DE CAMPINAS

8 DADOS DA ESCOLA DE PEDREIRA

9 DADOS DA ESCOLA DE SUD MENNUCCI

10 DADOS DA ESCOLA DE SÃO PAULO

11 UCA/UNICAMP – AbINV – Eventos de Formação.

12 UCA/UNICAMP – AbINV - EMEF Elza Maria Pellegrini - Campinas Água: de onde vem e para onde vai? Por que economizar?

13 UCA/UNICAMP – AbINV - EMEF Dr. Airton Policarpo - Pedreira Como as pernas da ave símbolo do Pantanal (Tuiuiu) suportam o peso de seu corpo?

14 UCA/UNICAMP – AbINV - EMEF José Benigo Gomes - Sud Mennucci. Conceitos Geométricos - Espaço: área e perímetro.

15 nv Cadastro da equipe no Portal – compartilhamento registros, materiais da escola no projeto de pesquisa

16 P ROPOSTA FCA BINV (J UNHO -N OVEMBRO 2013) Objetivo Planejar e executar ações de formação focadas na articulação do conteúdo curricular com o uso do laptop em sala de aula e outros materiais pedagógicos, na perspectiva da aprendizagem baseada na investigação. 120 horas: Ações de Formação nos Seminários: 24 horas (4 horas x 6 seminários) Ações de Formação para implantação da metodologia na escola: 96 horas (4 horas semanais).

17 N ÚMERO DE P ARTICIPANTES EMEF Escola Municipal de Ensino Fundamental Profa. Elza Maria Pellegrini de Aguiar (Município de Campinas), com um total de 22 professores, sendo 11 vagas. EMEF Escola Municipal de Ensino Fundamental Dr. Airton Policarpo (Município de Pedreira), com um total de 23 professores, sendo 12 vagas. EMEF Escola Municipal de Ensino Fundamental José Benigo Gomes (Município de Sud Mennucci), com um total de 21 professores, sendo 11 vagas. EE Escola Estadual Prof. Jamil Pedro Sawaya (Município de São Paulo), com um total de 34, sendo 17 vagas. * o preenchimento destas vagas está condicionado à disponibilização de horário – pela secretaria de educação do município – para que professor e gestor possam participar das ações de formação promovidas neste curso.

18 A BINV NAS E SCOLAS Apresentação das Escolas sobre os trabalhos conduzidos de fevereiro a junho na Abinv

19 ATIVIDADE MÃO NA MASSA: RETOMANDO CONCEITOS E REFLETINDO SOBRE A PRÁTICA em Grupos, com base em cenários hipotéticos

20 Reconhecer o problema a ser investigado Hipóteses (explicações testáveis) Perguntas, O que já se conhece? Observações baseadas em fatos Cenário, materiais, plano Coleta de dados, registro, observação Análise de dados (categorização, interpretação, etc.) Conclusão, documentação Experimento para testar hipóteses

21 LIÇÃO DE CASA Preparação de um cenário de investigação (plano do experimento) na Escola para ser apresentado no II Seminário, em Agosto.

22 Reconhecer o problema a ser investigado Hipóteses (explicações testáveis) Perguntas, O que já se conhece? Observações baseadas em fatos Cenário, materiais, plano Coleta de dados, registro, observação Análise de dados (categorização, interpretação, etc.) Conclusão, documentação Experimento para testar hipóteses

23 REF. PACOTE DO ESTUDANTE DA FEIRA DE CIÊNCIAS DO GOOGLE HTTPS://WWW.GOOGLESCIENCEFAIR.COM/CONTENT/P T_BR/STUDENT-PACK.HTML HTTPS://WWW.GOOGLESCIENCEFAIR.COM/CONTENT/P T_BR/STUDENT-PACK.HTML Como encontrar uma pergunta científica interessante? Como escrever uma boa hipótese? Como planejar o experimento (procedimento)? O que são variáveis em um experimento? Como mostrar o resultado? Como escrever a conclusão?

24 C OMO ENCONTRAR UMA PERGUNTA CIENTÍFICA INTERESSANTE ? Uma boa pergunta científica é testável. Isso significa que você pode realizar uma experiência para respondê- la. Evite perguntas que sejam simplesmente uma questão de opinião. Não traga uma questão cuja resposta pode ser encontrada on-line ou em um livro de referência. Sua pergunta deve ser absolutamente clara. Os resultados da experiência devem responder à pergunta inicial. Exemplo: Conversar com uma planta faz com que ela cresça? Você pode medir a altura e pode planejar um experimento no qual você fala com uma planta e mantém um registro de seu crescimento. O que acontece se você falar com uma planta? Essa questão é muito vaga (muitas coisas podem acontecer.) Qual o efeito que queremos medir? Seja específico.

25 C OMO ESCREVER UMA BOA HIPÓTESE ? Uma hipótese é uma proposição que prevê como a alteração em uma parte da experiência afetaria os resultados. Ela geralmente descreve a relação entre duas variáveis. Normalmente ela segue o formato " Se eu mudar isso... então isso acontecerá... " Uma hipótese não é apenas um palpite. Exemplo: Quanto mais eu aquecer a água, mais alta será sua temperatura. Você está mudando a quantidade de tempo de aquecimento e está prevendo que a temperatura aumentará. Aquecer a água afetará sua temperatura. É uma previsão, mas não nos diz especificamente o que acontecerá. Muito vaga (e, francamente, não muito interessante).

26 O QUE SÃO VARIÁVEIS EM UM EXPERIMENTO? Uma variável é uma condição ou fator que pode afetar o resultado de sua experiência. Por exemplo, muitas coisas podem afetar o crescimento de uma planta: temperatura, luz solar, quantidade de água, oxigênio, a concorrência com outras plantas, e assim por diante. Variável independente: é o que você muda em um experimento. Variável dependente: é o que você mede em um experimento. Exemplo: como os níveis de irrigação afetam a altura de uma planta? Possíveis variáveis independentes: água, luz solar, fertilizante, temperatura (A variável independente que nos interessa é: água) Variável dependente: altura da planta em centímetros

27 C OMO PLANEJAR O EXPERIMENTO ( PROCEDIMENTO )? Informe que materiais serão necessários na investigação e as medidas que serão tomadas para concluir sua pesquisa. Forneça uma lista de todos os materiais que você utilizará. Escreva uma descrição passo a passo tão clara que qualquer pessoa possa repetir a experiência (como uma receita). Descreva cada uma das etapas em uma sequência numérica.

28 C OMO MOSTRAR O RESULTADO ? Tabelas e gráficos são uma boa maneira de mostrar os resultados (numéricos) da investigação. Verificar: Ela tem um título? Os itens que estamos comparando estão listados? Ela informa o que está sendo medido, incluindo as unidades a utilizadas na medição? Os valores estão escritos na grade? Também são registros: fotos, vídeos, anotações, desenhos, etc.

29 COMO ESCREVER A CONCLUSÃO? A Conclusão é um espaço para explicar tudo o que você aprendeu (e como); avaliar o sucesso da experiência e se você pensa em mudar alguma coisa em sua abordagem. Formato para uma conclusão Escreva uma breve declaração informando o que os resultados mostram. Faça referências a padrões em seus gráficos ou a dados que comprovem as declarações feitas. Isso significa que sua hipótese estava correta? No geral, o que esses resultados significam em relação ao assunto que você escolheu investigar? Eles são importantes? Por quê? Sua investigação levanta mais dúvidas? Você poderia aprimorar a investigação de alguma forma? Existem outros aspectos que devem ser pesquisados no futuro?

30 U M EXEMPLO Pergunta Qual a influência do horário da merenda no desempenho dos alunos? ou O horário da merenda influi no desempenho escolar dos alunos? Hipótese Quanto mais cedo os alunos merendarem no período, melhor desempenharão nas atividades escolares Variável dependente [o que será medido]: medida de desempenho dos alunos nas atividades escolares Variáveis independentes: horário no qual a merenda será servida[o que se muda]; outras: teor proteico dos alimentos, quantidade servida, etc.

31 P LANEJAMENTO DO EXPERIMENTO [ EX.] Procedimentos, materiais e medidas A cada semana a merenda será servida em um momento diferente [antes, no meio e depois da aula] O desempenho dos alunos é medido [ex. conclusão das atividades do dia] Cada prof. informa diariamente a % da turma que concluiu as atividades Os dados são tabelados Análise estatística sobre os dados fornece resultados Conclusão a partir dos resultados face à hipótese

32 E AS CIÊNCIAS HUMANAS? (...) da mesma maneira que as Ciências Naturais, as Ciências Humanas e Sociais fazem uso de observações sistemáticas, modelos matemáticos, análises estatísticas e experimentos, ao tratar de fenômenos sociais - instituições, movimentos populacionais, comportamentos, atitudes, preferências, conflitos, tecnologias. ( S. Schwartzman, sociólogo, membro titular da ABC)

33 C RONOGRAMA DO E XPERIMENTO AgostoSetembroOutubroNovembro Apresentação e Discussão do Plano no II Seminário Execução do Plano na Escola Discussão do andamento em WebConferência Apresentação dos Resultados do Experimento e Conclusões WebConferência para documentação do Experimento (Livro) Ações do Professor para Agosto: Levantamento junto aos alunos de perguntas de pesquisa científica Seleção de perguntas testáveis e escolha de uma Levantamento junto aos alunos de hipóteses relativas à pergunta selecionada Seleção de hipóteses que possam ser verificadas em experimento Plano do Experimento (materiais e métodos, coleta e registro de dados, análise e conclusões sobre como os resultados respondem ou não a pergunta inicial) Apresentação do Plano no II Seminário (9 de Agosto)

34 L IVRO ? 1 livro 4 escolas? Estrutura: Uma Introdução e Metodologia [organizadores], Uma Parte [conjunto de capítulos] para cada Escola Uma Conclusão/Síntese [organizadores] Definir organizadores do livro e autores dos capítulos 1 série Abinv? Estrutura 1 livro para apresentação da Metodologia 1 livro para cada Escola Definir organizadores e autores para cada Livro da série

35 APRENDIZAGEM BASEADA NA INVESTIGAÇÃO I Seminário do Curso de Formação Continuada AbInv UCA-UNICAMP no Estado de São Paulo (São Paulo, Campinas, Pedreira, Sud Mennucci) 28 de junho de 2013 Obrigada!


Carregar ppt "APRENDIZAGEM BASEADA NA INVESTIGAÇÃO I Seminário do Curso de Formação Continuada AbInv UCA-UNICAMP no Estado de São Paulo (São Paulo, Campinas, Pedreira,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google