A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gorduras e saúde Alfredo Halpern Grupo de Obesidade e Doenças Metabólicas do HCFMUSP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gorduras e saúde Alfredo Halpern Grupo de Obesidade e Doenças Metabólicas do HCFMUSP."— Transcrição da apresentação:

1 Gorduras e saúde Alfredo Halpern Grupo de Obesidade e Doenças Metabólicas do HCFMUSP

2 Importância da gordura da alimentação Função energética (1g = 9 Kcal) Fornecimento de ácidos graxos essenciais Transporte de vitaminas lipossolúveis( A,D,E,K) –PAPEL BIOLÓGICO: Formação das membranas celulares Produção de hormônios Isolante térmico Proteção mecânica

3 Recomendação de consumo de gorduras: Indivíduo ativo: –<35% VET em gordura –<10% VET em gordura saturada –<1% VET em gordura trans –<300 mg de colesterol Indivíduo sedentário ou de risco: –<30% VET em gordura –<7% VET em gordura saturada –<1% VET em gordura trans –<200 mg de colesterol Fonte: WHO 2003; AHA 2006

4 Exemplo de consumo energético na forma de gordura em uma dieta de 2000 calorias <35 % de gordura = 700 cal = 78g <10% de gordura saturada = 200 cal = 22g <1% de gordura trans = 20 cal = 2,2 g < 30% de gordura = 600 cal = 67g <7% de gordura saturada = 140 cal = 15,5g <1% de gordura trans = 20 cal = 2,2 g

5 Conhecendo os tipos de gorduras Saturadas Monoinsaturadas Poliinsaturadas Transsaturadas

6 Saturadas (SFA) –Estrutura química: Cadeia de hidrocarbonetos com todas as valências de hidrogênio ligadas a atomos de carbono –Fontes alimentares: Carnes, aves, leite integral, queijos, manteiga, coco, óleo de palma H3CH3C COOH (Láurico)

7 Tipos de gorduras saturadas Palmítico (carne, leite) Esteárico (cacau) Mirístico (leite, manteiga) Láurico, capróico, caprílico, cáprico (coco, babaçu e leite) Propionato, acetato, butirato (fermentação bacteriana)

8 Poliinsaturadas (PUFA) –Estrutura química: Cadeia de hidrocarbonetos com 2 ou mais dupla ligações –Fontes alimentares: –W6 - ômega 6 - ac. linoleico (óleos vegetais) –W3 - ômega 3 - ac. gama linolênico (peixes, linhaça, canola, soja) EPA e DHA (Linoleico) COOH H3CH3C

9 Monoinsaturadas (MUFA) –Estrutura química: Cadeia de hidrocarbonetos com apenas 1 dupla ligação –Fontes alimentares: azeite de oliva, abacate, azeitona, castanhas H3CH3CCOOH (Oléico)

10 Gordura trans CIS: forma em que os mufa geralmente são encontrados - Com os hidrogênios da dupla ligação para o mesmo lado TRANS: hidrogênios dispostos transversalmente Hidrogenação: processo artificial para tornar os óleos mais estáveis e mais sólidos - quanto mais sólido, mais hidrogenado. Fontes alimentares: massas folhadas, bolos industrializados, biscoitos

11

12 Como a gordura é transportada no nosso organismo?

13 Lipoproteinas Apolipoproteínas Colesterol Triglicérides Éster de Colesterol Fosfolípides

14 Estrutura do triglicerídeo: 3 moléculas de ácidos graxos + 1 molécula de glicerol

15 Entendendo o que é o colesterol HDL= colesterol bom –Remove o colesterol das artérias –Quanto mais alto melhor LDL = colesterol ruim –Deposita o colesterol nas artérias –Quanto mais baixo melhor

16

17 Entendendo o que é aterosclerose Thrombus Fibrous cap 1 mm Lipid core Illustration courtesy of Frederick J. Schoen, M.D., Ph.D.

18 Histórico sobre gorduras e saúde

19 The Diet-heart hypothesis, Dieta e aterosclerose 1800 A aterosclerose foi reconhecida, mas seu significado patológico não foi bem estabelecido. 1909A.I. Ignatowski relatou com sucesso a produção de aterosclerose em coelhos alimentados com carne, leite e ovos

20 The Diet-heart hypothesis, Dieta e aterosclerose 1913Anitschkow e Chalatow demonstraram que as lesões nos coelhos era resultado da gordura e colesterol da dieta Malmros correlacionou a queda da mortalidade cardiovascular no período de guerras com a queda do consumo de leite, manteiga e ovos.

21 1950John Gofman identificou as LDL e HDL e correlacionou aumento de LDL com IAM e relação inversa entre HDL e risco de doença coronariana. 1951Laurence Kinsel encontrou que o consumo de verduras e a redução do consumo de carne vermelha reduzia os níveis de colesterol no sangue. 1961American Heart Association iniciou o encorajamento das pessoas para seguirem uma dieta prudente 1970 Keys publicou os importantes resultados do Seven Countries Study, definindo valores de consumo de gordura The Diet-heart hypothesis, Dieta e aterosclerose

22 Seven Countries Study: CHD Events are Correlated with % of Calories from Fat Keys, 1970

23 Seven Countries Study: CHD Events are Better Correlated with Saturated Fat Keys, 1970

24 Efeitos metabólicos das gorduras das dietas

25 Efeito dos tipos de gorduras no LDL- colesterol e HDL-colesterol Mensink et al, AJCN, 2003

26 Classificação dos principais ácidos graxos e suas fontes alimentares Fonte: Waitzberg, D.W. 2001

27 Efeitos do tipo de gordura saturada no LDL-colesterol e HDL-colesterol Mensink et al, AJCN, 2003

28 Por que gordura saturada aumenta o LDL-colesterol?

29 SFA diminui o clearance de LDL Nicolosi et al, Arteriosclerosis, 1990

30 Receptor de LDL Hepático sofre Down Regulatation pelo SFA Fox et al, JBC, 1987

31 Estudos epidemiológicos e de intervenção tem demonstrado que Omega-3 diminui o risco de doenças cardiovasculares Am J Clin Nutr 83(6 Suppl): 1526S-1535S, 2006 Am J Clin Nutr 83(6 Suppl): 1499S-1504S, 2006 Gorduras poliinsaturadas

32 Omega-3 influencia favoravelmente os eventos cardiovasculares pelos seguintes mecanismos: Inflamação Fatores trombóticos e hematológicos Controle glicêmico Perfil de lipídeos e lipoproteínas

33 Linoleic Acid (18:2, -6) -linolenic-acid (18:3, -3) Arachidonic acid (20:4, -6) Eicosapentaenoic acid (20:5, -3) Docosahexaenoic acid (22:6, -3) Leukotriene CicloxygenasesLipoxygenases Prostanoids Platelet aggregation Vasoconstrition Inflammation Inhibits Activates

34 Acidos graxos poliinsaturados Consumo adequado de -3 / -6 é necessário para o balanço de produção de prostaglandinas Essencial para manutenção da integridade vascular para prevenir complicações trombóticas

35 Lottenberg AM. Lipids 27(5): , 1992 Am J Cardiol 98(4) Suppl 1: 27-33, 2006 Omega-3 on lipids and lipoprotein concentration VLDL B/E LDL diacylglycerol acyltransferase SRBP1c B/E LLP PPAR min. Triglycerides mg/dL Mono -3 Chow

36 Omega-3 1.Reduz triglicérides mas pode aumentar a concentração de LDL e pode produzir LDL pequenas e densas 2.Diminui o risco de DCV por inibir a inflamação vascular e disfunção endotelial 3.Dimimui pressão diastólica 4.Controle glicêmico- dados conflitantes Recomendação de omega-3 Canada: 1.1g/d FAO/WHO: g/d 25g de oleo de soja ou de canola = 1.77g de omega-3

37 Gordura trans Presente naturalmente no leite e gordura animal de ruminantes Wihelm Normann patenteou a hidrogenação de óleos líquidos em 1902 Produzida industrialmente e comercializada como crisco a partir de 1911 Ideal para vegetarianos, pois era dura mas de origem vegetal Wihelm Normann

38 Efeitos deletérios da gordura trans Aumento de LDL-colesterol Redução de HDL-colesterol Aumento de triglicérides Redução da função endotelial Aumento de gordura abdominal Resistência insulínica Aumenta o risco de diabetes

39 Efeitos deletérios da gordura trans Aumento de LDL-colesterol Redução de HDL-colesterol Aumento de triglicérides Redução da função endotelial Aumento de gordura abdominal Resitência insulínica Aumenta o risco de diabetes

40 Efeito dos tipos de gorduras no LDL- colesterol e HDL-colesterol Mensink et al, AJCN, 2003

41 Efeitos deletérios da gordura trans Aumento de LDL-colesterol Redução de HDL-colesterol Aumento de triglicérides Redução da função endotelial Aumento de gordura abdominal Resitência insulínica Aumenta o risco de diabetes

42 Lichtenstein et al NEJM 340 (25):

43 Efeitos deletérios da gordura trans Aumento de LDL-colesterol Redução de HDL-colesterol Aumento de triglicérides Redução da função endotelial Aumento de gordura abdominal Resitência insulínica Aumenta o risco de diabetes

44 Avaliação da função endotelial Fluxo da artéria braquial mediada por vasodilatação 60 secondsBaseline

45 Gordura trans e função endotelial de Roos NM et al. Arterioscler. Thromb. Vasc. Biol Jul;21(7):

46 Efeitos deletérios da gordura trans Aumento de LDL-colesterol Redução de HDL-colesterol Aumento de triglicérides Redução da função endotelial Aumento de gordura abdominal Resistência insulínica Aumenta o risco de diabetes

47

48 Trans fat diet induces abdominal obesity and changes in insulin sensitivity in monkeys Kavanagh K, Jones KL, Sawyer J, Kelley K, Carr JJ, Wagner JD, Rudel LL. Obesity Jul;15(7): Conclusion: Under controlled feeding conditions, long-term TFA consumption was an independent factor in weight gain. TFAs enhanced intra-abdominal deposition of fat, even in the absence of caloric excess, and were associated with insulin resistance, with evidence that there is impaired post- insulin receptor binding signal transduction.

49 Efeitos deletérios da gordura trans Aumento de LDL-colesterol Redução de HDL-colesterol Aumento de triglicérides Redução da função endotelial Aumento de gordura abdominal Resitência insulínica Aumenta o risco de diabetes

50 Gordura da dieta e risco de DM mulheres durante 14 anos de seguimento Salmeron et al. Am. J. Clin. Nutr. 2001;73(6):

51 Gordura trans e risco de DM O consumo de gordura trans nos EUA = 3% VCT Se consumida na forma não hidrogenada, >40% dos casos de diabetes poderia ser evitado Salmeron et al. Am. J. Clin. Nutr. 2001;73(6):

52 Consumo de gordura trans e risco de coronariopatia Nurse´s health study Hu FB et al. NEJM 1997;337: Quintil de consumo de gordura trans (% consumo médio) RR

53 Risco relativo de doença coronariana e aumento de consumo de gordura trans Mozaffarian D et al. N Engl J Med 2006;354:

54 Efeito estimado da redução do consumo de gordura trans produzida industrialmente na incidência de doença cardiovascular Mozaffarian D et al. N Engl J Med 2006;354:

55 Não há dúvida que quanto menor o consumo de gordura trans menores são os riscos à saúde

56 Posicionamento quanto a gordura trans National Academy of Sciences (NAS) 2005 –"recommended that trans fatty acid consumption be as low as possible while consuming a nutritionally adequate diet" World Health Organization (WHO) 2003 –Consumo inferior a 1% VET US National Dairy Council 2004 – the trans fats present in animal foods are of a different type than those in partially hydrogenated oils, and do not appear to exhibit the same negative effects.

57 Campanha de educação pública da cidade de Nova Iorque

58 Conclusões: Gorduras são essenciais para a saúde O limite de consumo de gorduras de % do VET deve ser respeitado Deve-se privilegiar gorduras insaturadas (mono e poli) Gorduras trans produzidas industrialmente devem ser eliminadas


Carregar ppt "Gorduras e saúde Alfredo Halpern Grupo de Obesidade e Doenças Metabólicas do HCFMUSP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google