A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROTEÍNAS - Definição - ComposiçãO - Ocorrência -IMPORTÂNCIA - Propriedades Físicas -EsTRUTURA 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROTEÍNAS - Definição - ComposiçãO - Ocorrência -IMPORTÂNCIA - Propriedades Físicas -EsTRUTURA 1."— Transcrição da apresentação:

1 PROTEÍNAS - Definição - ComposiçãO - Ocorrência -IMPORTÂNCIA - Propriedades Físicas -EsTRUTURA 1

2 DEFINIÇÃO 2 Proteína vem do grego protos = primeiro São macromoléculas resultantes da condensação de moléculas aminoácidos através da ligação peptídica. As proteínas são polipeptídios que resultam na condensação de milhares de moléculas de aminoácidos. As sua macromoléculas possuem pesos moleculares variados desde alguns milhares até vários milhões. Proteínas

3 Necessidades diárias de proteína 10 a 15% das necessidades energéticas; 1g/Kg de peso por dia; Atletas: necessidade de ingestão aumentada

4 PROTEÍNAS

5 Compostos orgânicos complexos de alto peso molecular; Contêm C, H, O, N e S; São polímeros de 100 ou mais aminoácidos (aas).

6 COMPOSIÇÃO 6

7 Professora Dra Rosi Bio-quimica.blogspot.com Ligação Peptídica

8 BIO-QUIMICA

9 Ocorrência 9 São muitas as fontes, e o número de proteínas existentes na Natureza é praticamente infinito, embora o número de aminoácidos que as constituem seja bastante reduzido, em torno de 20. Isto ocorre porque o número de associações dos aminoácidos (aa) se dá conforme possíveis combinações: 3 aa diferentes: A, B e C Conduzem a 6 tripeptídeos: ABC, ACB, BAC, BCA, CAB e CBA. (3! = 3 x 2 x 1 = 6) 4 aa diferentes: A, B, C e D - Conduzem a 24 tetrapeptídeos (4! = 4 x 3 x 2 x 1 = 24) 10 aa diferentes conduzem a mais de três milhões ( ) de decapeptídeos, sem a inclusão dos possíveis isômeros ópticos. (10! = 10 x 9 x 8 x 7 x 6 x...) Proteínas

10 Exemplo de Proteínas 10 Insulina – Pâncreas Hemoglobina – Sangue dos vertebrados Caseína – Leite Queratina – Chifres, unhas e cascos de animais Hemocianina – Sangue dos invertebrados Pepsina – Suco gástrico Albumina – Ovo, leite e sangue Clorofila – Vegetais verdes Proteínas

11 11 Proteínas

12 IMPORTÂNCIA Juntamente com os carboidratos e os lipídeos, as proteínas constituem a alimentação básica dos animais. No entanto, podemos dizer que as proteínas são ainda mais importantes, pois são fundamentais na estrutura, funcionamento e reprodução de todas as células vivas. 12 Proteínas

13 13

14 14

15 Propriedades Físicas As proteínas são substâncias sólidas, incolores, insolúveis em solventes orgânicos, e algumas solúveis em água, enquanto outras solúveis em soluções de sais, ácidos ou bases, produzindo colóides. 15 Proteínas

16 CLASSIFICAÇÃO De acordo com a sua natureza química. 2. De acordo com seu papel biológico. 1. De acordo com seu valor nutritivo. Proteínas

17 1. De acordo com a sua natureza química a) Proteínas simples, homoproteínas ou holoproteínas : São as que por hidrólise, fornecem exclusivamente os aa. Ex: glicil-alanina + água glicina + alanina; Histonas: proteínas solúveis em água e insolúveis em solução de amônia e coaguláveis pelo calor. Ex: hemoglobina (sangue). Albuminas: são proteínas solúveis na água, solúveis em soluções diluídas de sais e coaguláveis pelo calor. Ex: ovoalbumina (clara de ovo); Globulinas: são proteínas insolúveis em água, solúveis em solução de sais e coaguláveis pelo calor. Ex: ovoglobulina (ovo), lactoglobulina (leite), soroblobulina (soro sangüíneo), amandina (amêndoas). Glutelinas: são proteínas insolúveis em água, solúveis em soluções de ácidos ou bases e, coaguláveis pelo calor. Ex: glutenina (trigo). Prolaminas ou gliadinas: são proteínas insolúveis em água, em soluções de sais, soluções de ácidos e soluções de bases. Ex: zeína (milho), gliadina (trigo), linina (malte). 17 Classificação

18 b) Proteínas conjugadas Complexas ou heteroproteínas : São as que por hidrólise, produzem aa ao lado de outros compostos denominados núcleo prostético ou grupo prostético. De acordo com a natureza do grupo prostético, as heteroproteínas podem ser: I. Glicoproteínas : grupo prostético = glicídeo. Ex: mucina (saliva), osseomucóide (ossos), gonadotrofina coriônica (ovário), tendomucóide (tendões). II. Fosfoproteínas : grupo prostético = ácido fosfórico. Ex: caseína (leite), vitelina (gema do ovo). III. Cromoproteínas : grupo prostético = pigmento (substância colorida). Ex: hemoglobina (sangue dos vertebrados), clorofila (vegetais verdes), hemocianina (sangue dos invertebrados). 18 Classificação

19 b) Proteínas conjugadas IV.Nucleoproteínas: grupo prostético = ácido nucleico (RNA ou ARN = ácido ribonucleico e DNA ou ADN = ácido desoxirribonucleico) Ex: citoglobulinas (citoplasma), nucleoplasma (núcleos celulares). V.Metaloproteínas: grupo prostético = metal. Ex: hemoglobina (sangue). VI.Lipoproteínas: grupo prostético = ácidos graxos VII.Lecitoproteínas: grupo prostético = lecitina 19 Classificação

20 Proteínas Conjugadas Glicoproteínas Fosfoproteínas Lipoproteínas Metaloproteínas Cromoproteínas

21 Proteínas Conjugadas 1 - Glicoproteínas Grupo prostético glicídios ligados covalentemente Imunoglobulinas Imunoglobulinas Produzidas pelos linfócitos B Efetivas contra bactérias e vírus

22 Proteínas Conjugadas 2 - Fosfoproteínas

23 Proteínas Conjugadas 3 - Lipoproteínas

24 VLDL; LDL; HDL; QUILOMICRONS

25 Proteínas Conjugadas 4 - Metaloproteínas Anidrase carbônica

26 Proteínas Conjugadas 5 - Cromoproteínas Metal ligado a componentes do grupo prostético

27 Cromoproteínas Mioglobina - armazenamento de oxigênio HEME

28 c) Proteínas derivadas: São as derivadas da hidrólise parcial de proteínas naturais. Essas proteínas são produzidas durante a digestão das proteínas naturais do organismo. Ex: proteanas, metaproteínas, proteínas coaguladas, proteosas, peptonas, polipeptídeos. 28 Classificação


Carregar ppt "PROTEÍNAS - Definição - ComposiçãO - Ocorrência -IMPORTÂNCIA - Propriedades Físicas -EsTRUTURA 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google