A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FACULDADE SANTÍSSIMO SACRAMENTO GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO COM HABILITAÇÃO EM ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTANDOS MAURÍCIO CRUZ SUELANI MIRANDA ORIENTADORA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FACULDADE SANTÍSSIMO SACRAMENTO GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO COM HABILITAÇÃO EM ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTANDOS MAURÍCIO CRUZ SUELANI MIRANDA ORIENTADORA."— Transcrição da apresentação:

1 FACULDADE SANTÍSSIMO SACRAMENTO GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO COM HABILITAÇÃO EM ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTANDOS MAURÍCIO CRUZ SUELANI MIRANDA ORIENTADORA Profª Maria José de Oliveira Santos

2 TEMA A resistência dos colaboradores à mudança organizacional planejada estrutural: um obstáculo a ser superado pelas pequenas empresas

3 A resistência às mudanças pelos colaboradores é um fato cada vez mais freqüente no âmbito organizacional. Existem vários tipos de mudanças, porém esta pesquisa aborda o tipo de mudança planejada estrutural, que dará subsídios práticos para as organizações conhecerem os principais motivos que geram a resistência.

4 No âmbito científico este estudo pode auxiliar no desenvolvimento de outras pesquisas na área das relações humanas, além de sugerir novas maneiras de atuação das referidas mudanças empresariais a sociedade poderá contribuir com informações importantes sobre as mudanças estruturais e os respectivos impactos que causam na vida dos colaboradores.

5 Por que ocorre a resistência dos colaboradores à mudança organizacional planejada estrutural nas pequenas empresas?

6 Os colaboradores resistem à mudança organizacional planejada estrutural, por que não se dispõem a alterar suas atitudes e comportamentos antigos. São criadas grandes barreiras às mudanças porque elas são percebidas como ameaças pelos colaboradores gerando medo e incertezas sobre sua segurança no emprego. Os colaboradores resistem às mudanças, porque elas interferem na sua estabilidade, segurança e motivação no âmbito profissional, mas também na sua vida pessoal deixando o individuo tenso e frustrado com os problemas que vivenciam no seu trabalho;

7 R efletir sobre as mudanças organizacionais e respectivas reações dos colaboradores, dando subsídio a novas pesquisas cientificas, auxiliando os gestores no processo de mudança e compreensão dos motivos que levam os colaboradores a resistirem às mudanças planejadas propostas.

8 Definir o que é mudança organizacional planejada estrutural, e suas característica. ; Mostrar a relação entre fatores internos e externos à organização que forçam as pequenas empresas a mudarem. Conhecer as causas que podem influenciar a resistência dos colaborados diante da mudança organizacional planejada estrutural nas pequenas empresas. Identificar a viabilidade da utilização de técnicas e métodos que auxiliem na forma como lidar positivamente com a resistência dos colaborados para atingir o sucesso pretendido no processo de mudança planejada estrutural nas pequenas empresas.

9 MÉTODO Hipotético-dedutivo TIPO DE ABORDAGEM Estudo de caso

10 Eliezer Arantes Costa (2007) Idalberto Chiavenato (2000) Jair Oliveira (2006) James A.F. Stoner e Edward R. Freeman (1999) Sônia Carmo (1989) TEÓRICOS NORTEADORES

11 1. SURGIMENTO DAS ORGANIZAÇÕES EVOLUÇÃO HISTÓRICA Uma organização compreende estruturas movidas por esforços individuas que tem por finalidade realizar propósitos coletivos. (ADARF apud OLIVEIRA, 2006, p. 48).

12 1 SURGIMENTO DAS ORGANIZAÇÕES: EVOLUÇÃO HISTÓRICA Pré-história Surgimento das primeiras civilizações Revolução Industrial Atualidade

13 1. SURGIMENTO DAS ORGANIZAÇÕES EVOLUÇÃO HISTÓRICA 1.2 Empresas Lei regulamentadora de Nº de 28 de dezembro de 2007 no artigo 3º

14 1 SURGIMENTO DAS ORGANIZAÇÕES EVOLUÇÃO HISTÓRICA 1.2 Empresas Tipologia

15 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES 2.1 A mudança organizacional Mudança é a transição de uma situação para outra diferente ou a passagem de um estado para outro diferente. Mudança implica ruptura, transformação, perturbação, interrupção. (CHIAVENATO, 2003, p. 374).

16 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES 2.1 Mudança organizacional Tipos

17 TIPOS DE MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS Mudança por acomodação Mudança por crise Mudança de impacto Mudança planejada

18 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES 2.1 A Mudança organizacional Tipos de mudanças organizacionais Mudança organizacional planejada

19 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES Mudança organizacional planejada A mudança estrutural

20 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES Mudança organizacional planejada A mudança tecnológica

21 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES Mudança organizacional planejada A mudança das pessoas

22 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES 2.2 Os colaboradores

23 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES 2.3 Resistência a mudança

24 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES Causas de resistência

25 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES Resistência às mudanças e benefícios

26 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES Conseqüência da resistência à mudança

27 2 MUDANÇAS ORGANIZACIONAIS versus COLABORADORES: MOMENTO DE RESISTÊNCIA E SUPERAÇÕES 2.4 Superando a resistência

28 3 ESTUDO DE CASO: EMPRESA PRESTADORA DE SERVIÇO DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL 3.1 Breve história da empresa

29 3 ESTUDO DE CASO: EMPRESA PRESTADORA DE SERVIÇO DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL 3.2 Visão, Missão, Objetivos

30 Tornar-se uma empresa de excelência no ramo da construção civil.(APÊNDICE B) Visão

31 Prestar serviços de construção civil com qualidade, atendendo às expectativas dos clientes bem como atuar de maneira responsável quanto à segurança, saúde e maio ambiente. (APÊNDICE B) Missão

32 Ampliar seu campo de atuação no mercado. Tornar-se líder entre os que integram o ramo de construção civil. Aumentar sua lucratividade. Construir uma nova sede de trabalho Objetivos

33 3ESTUDO DE CASO: EMPRESA PRESTADORA DE SERVIÇO DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL 3.3 Análise dos dados das entrevistas

34 O futuro não é uma mera extrapolação ou projeção do passado ou do presente. O futuro é o novo, o diferente, mais complexo, mais rico, cheio de ameaças, mas repleto de oportunidades, para quem souber identificá-las e aproveitá-las adequadamente. (COSTA, 2007, p. 82).

35 VER

36 BATEMAN, Thomas S. Administração: Construindo vantagem competitiva. Tradução Celso A. Rimoli Cunha Tavares. São Paulo, Atlas, CARMO, Sônia Irene Silva do. História geral. V. 1. São Paulo: Atual, CHANGE, Better. Mudando para melhor: as melhorias práticas para transformar sua empresa/Equipe de Change intergration da price waterhouse: tradução Claudia Maria Moraes Guedes de Azevedo. – São Paulo: Atlas, CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 6 ed. – Rio de Janeiro: Campus, 2000.

37 COSTA, Eliezer Arantes. Gestão estratégica: da empresa que temos para a empresa que queremos. 2 ed. – São Paulo: Saraiva, OTOOLER, James. Liderando mudanças: como superar a ideologia do conforto e a tirania do costume. 1 ed. - São Paulo: Makron Books, STONER, A.F. James e FREEMAN, R. Edward. Administração. 5 ed. - Rio de Janeiro: LTC - Livros Técnicos e Científicos Editora S.A., 1999.


Carregar ppt "FACULDADE SANTÍSSIMO SACRAMENTO GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO COM HABILITAÇÃO EM ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTANDOS MAURÍCIO CRUZ SUELANI MIRANDA ORIENTADORA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google