A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTERMODAL E MARKETING. REGULAMENTAÇÃO: LEI 11442 DE 05.01.2007 (Revoga a Lei nº 6813 – 10.07.1980) Regulamenta o Transporte Rodoviário de Cargas TRC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTERMODAL E MARKETING. REGULAMENTAÇÃO: LEI 11442 DE 05.01.2007 (Revoga a Lei nº 6813 – 10.07.1980) Regulamenta o Transporte Rodoviário de Cargas TRC."— Transcrição da apresentação:

1 INTERMODAL E MARKETING

2 REGULAMENTAÇÃO: LEI DE (Revoga a Lei nº 6813 – ) Regulamenta o Transporte Rodoviário de Cargas TRC. Realizado em vias Públicas no território Nacional Por conta de terceiros e de natureza comercial, mediante remuneração Exercido por pessoa física ou jurídica Prévia inscrição no RNTR-C (Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga) TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS

3 TAC Transportador Autônomo de Cargas Pessoa física Ter o transporte rodoviário como atividade profissional Proprietário, co-proprietário ou arrendatário no mínimo de 1 veículo automotor de carga Registro do veículo em seu nome no órgão de transito como aluguel Ter experiência mínima de 3 anos ou Ter sido aprovado em curso específico CATEGORIAS

4 ETC Empresa de Transporte Rodoviário de Cargas Pessoa jurídica constituída Ter como atividade principal o transporte rodoviário de carga Sede no Brasil Proprietário ou arrendatário no mínimo de 1 veículo automotor de carga registrado no País Indicar um responsável técnico com experiência mínima de 3 anos na atividade ou aprovado em curso específico Capacidade financeira Idoneidade dos Sócios e do responsável técnico CATEGORIAS

5 CTC Cooperativas de Transporte de Cargas Comprovar propriedade ou arrendamento dos veículos de carga dos seus sócios Exigências regulamentadas pela ANTT - Documentação No veículo deverá constar o nº do RNTR-C Atender e comprovar as exigências curriculares Comprovação dos cursos exigidos CATEGORIAS

6 Detalhes da contratação e forma de prestação dos serviços Como TAC- agregado aquele que coloca o veículo de sua propriedade à serviço do contratante mediante remuneração Como TAC- independente aquele que presta serviços de transporte de carga em caráter eventual e sem exclusividade mediante frete ajustado em cada viagem Natureza comercial sem vinculo de emprego Efetuado sob contrato ou conhecimento de transporte, contendo informações, identificação das partes, dos serviços e natureza fiscal Compete à Justiça Comum o julgamento de ações oriundas dos contratos de transportes CATEGORIAS

7 Assume responsabilidades cíveis perante o contratante Prejuízos resultantes de perda, dano, avarias, atraso de entrega quando convencionado Omissões de seus empregados, agentes, prepostos ou terceiros contratados ou sub-contratados Cobertura da mercadoria limitada ao valor declarado pelo expedidor acrescidos do valor do frete e seguro Na falta do valor declarado será limitado a 2 DES – Direitos Especiais de Saque, por quilo de peso bruto transportado Valores de atrasos não definidos no contrato será limitado ao valor do frete Responsabilidade dos transportadores

8 Após 30 dias da data prevista para entrega a mercadoria não fora efetuada, o consignatário poderá considerá-la como perdida O transportador deverá informar o prazo previsto para a entrega quando não pactuado no contrato O transportador comunicará a chegada da carga ao destino A carga ficará à disposição por 30 dias, salvo se outro prazo for pactuado ou carga perecível Após este período será considerada carga abandonada Prazo tempo Máximo para carga e descarga será de 5 horas a partir da chegada do veículo no endereço estipulado Após este período será cobrado R$ 1,00 por tonelada/hora ou fração Entrega de Mercadoria

9 Quando de ocorrências imputável ao expedidor ou destinatário Inadequação de embalagem sem culpa do transportador Vicio próprio ou oculto da carga Manuseio, embarque, estiva ou descarga, executadas pelo expedidor ou consignatário e operadores de terminais Força maior ou caso fortuito Contratação do seguro pelo contratante do serviço, eximindo o transportador Declarações inverídicas Isenção de Responsabilidades

10 O Expedidor Deverá Indenizar o Transportador Pelas perdas, danos ou avarias quando oriundas de declaração indevidas da carga Ato imputável ao expedidor Inadequação da embalagem Prejuízos pelo manuseio do próprio expedidor durante o embarque ou desembarque Prazo para Reparação de Danos 1 ano a partir do conhecimento do dano pela parte interessada Recorrer à arbitragem para solução dos conflitos Isenção de Responsabilidades

11 Multas administrativas de R$ 550,00 à R$ ,00 aplicados pela ANTT Cancelamento da inscrição do RNTR-C Transporte internacional · Ressalvados pelos acordos ou convênios internacionais firmados pela Republica Federativa do Brasil. Punições

12 RESOLUÇÃO 2550/08: RNTRC Registro Nacional De Transportadores Rodoviários De Carga Obrigatório veículo que realiza transporte remunerado de carga. Identificação: nas laterais da cabine, reboque ou semi-reboque, em lugar visível. Categorias: ETC empresa de transporte de cargas CTC cooperativa de transporte de carga TAC transportador autônomo de carga RNTRC

13 Validade: 5 anos, renovação até 90 dias antes do término da sua validade Porte: Obrigatório (original ou cópia autenticada) Informações falsas: não concessão ou suspensão do registro, respectivamente, até regularização das informações. Registro falso ou adulterado: multa de R$ 3.000,00 (Três mil reais). Ausência de identificação ou fora do padrão: multa R$ 550,00 Reincidência: A reincidência acarretará a aplicação da penalidade pela nova infração acrescida de 50% do valor da última penalidade aplicada por aquela infração. O registro do transportador será suspenso, a critério da ANTT, quando ocorrer o descumprimento dos requisitos regulamentares, até a sua regularização. RNTRC

14 Comportamento do Consumidor Marketing

15 Avaliação pós-compra Reconhecimento da necessidade Busca de Informações Avaliação de alternativas Decisão de compra Processo de Compra do Consumidor Influências Situacionais Influências Sociais Influências de Marketing Modelo de Processo de Compra do Consumidor

16 Férias, cursos universitários, organizações de caridade Necessidades sociais Amizade, amor, associação Necessidades de auto-estima Status, respeito Marcas de prestígio Títulos de sócios em clubes, cartões de agradecimento Fechaduras, seguros Farinha, feijão, água encanada Necessidades de segurança Segurança física e financeira Necessidades fisiológicas (básicas) Comida, água, descanso, sexo, ar Necessidades de auto- realização, auto-satisfação Necessidades Produtos Hierarquia de Necessidades de Maslow

17 Internas Fontes de Informações Informações Grupo MarketingPúblicas Experimentais Buscando Informações

18 Atitudes Avaliando Alternativas Critério Subjetivo Critério Objetivo Avaliando Alternativas

19 Decisão de Compra Opção pela Compra no futuro Opção por não comprar Compra Instantânea Decisão de Compra

20 Slide 6-6 Figura 6.4 Insatisfação Baixo Valor Reconhecimento de Necessidade Busca de Informação, etc.. Satisfação Alto Valor Lealdade Relacionamento a a Longo Prazo Como as percepções de valor podem influenciar o comportamento pós-compra Avaliando a Compra

21 Tipo de decisão Rotineira Envolvimento do Consumidor com a compra Limitada Extensiva Poucas opções de marcas, vendedores e características de produtos avaliados Características do conjunto considerado Fontes de informações consultadas Tempo investido Várias marcas, vendedores e características de produtos avaliados Muitas marcas, vendedores e características de produto avaliados baixo Moderado Alto Internas Internas e algumas externas Algumas internas e muitas externas O mínimo possível Pouco Muito Características de Três Tipos de Tomada de Decisões dos Consumidores

22 Influências Sociais CulturaSubculturaClasse SocialGrupos de ReferênciaFamília Influências de Marketing ProdutoPreçoPraça (distribuição)Promoção Influências situacionais Ambiente físicoAmbiente socialTempoTarefaCondições momentâneas Processo de Compra do Consumidor Influências sobre o Comportamento do Consumidor: Influências Sociais

23 Influências Sociais CulturaSubculturaClasse SocialGrupos de ReferênciaFamília Influências de Marketing ProdutoPreçoPraça (distribuição)Promoção Influências situacionais Ambiente físicoAmbiente socialTempoTarefaCondições momentâneas Processo de Compra do Consumidor Influências sobre o Comportamento do Consumidor: Influências de Marketingv

24 Influências Sociais CulturaSubculturaClasse SocialGrupos de ReferênciaFamília Influências de Marketing ProdutoPreçoPraça (distribuição)Promoção Influências situacionais Ambiente físicoAmbiente socialTempoTarefaCondições momentâneas Processo de Compra do Consumidor Influências sobre o Comportamento do Consumidor:Influências Situacionais

25 Marketing Criando Valor para os Clientes

26 Principais Tipos de Marketing TipoDescriçãoExemplo Produto Marketing destinado a criar trocas para produtos tangíveis Marketing destinado a criar trocas para produtos intangíveis Marketing destinado a criar ações favoráveis em relação a pessoas Marketing destinado a atrair pessoas para lugares Marketing destinado a criar apoio para idéias e questões ou a levar as pessoas a mudar comportamentos socialmente indesejáveis Marketing destinado a atrair doadores, membros, participantes ou voluntários Estratégias para vender os computadores Infoway Estratégias da Hertz para alugar carros para viajantes Estratégias para obter votos para Fernando Henrique Cardoso Estratégias para levar pessoas a passar férias na Bahia Estratégias para coibir o uso de drogas ilícitas Estratégias para aumentar o número de associados do fã- clube do Roberto Carlos Serviço Pessoa Lugar Causa Organização

27 Sociedade em geral AtividadesOrganizacionais Atividades de Marketing Concor rentes Fornece dores Revende dores Órgãos do Governo Funcio nários Comunidades locais Grupos de Pressão Financia dores Proprie tários Clientes Stakeholders em Atividades de Marketing

28 As Conseqüências de um Valor Superior para os Clientes Relaçõesduradouras e lucrativas Fidelidade do cliente Satisfação e prazer do cliente Valor superior para o cliente

29 Mercado-Alvo Mercado Alvo Segmento de Mercado que a organização se esforça para atender com o Composto de Marketing

30 © Editora Saraiva Composto de Marketing As ferramentas estratégicas que uma empresa utiliza para criar valor para os clientes e alcançar os objetivos organizacionais Preço Promoção Distribuição Produto

31 Preço PromoçãoDistribuição Produto Composto de Marketing - Produto Algo oferecido por profissionais de marketing para clientes com propósito de troca Mercado Alvo

32 Composto de Marketing - Preço A quantidade de dinheiro ou outros recursos que deve ser dada em troca de produtos e serviços Preço Promoção Distribuição Produto Mercado Alvo

33 Composto de Marketing - Distribuição Os canais de distribuição usados para levar produtos e serviços ao mercado Preço Promoção Distribuição Produto Mercado Alvo

34 Composto de Marketing - Promoção Os meios pessoais e impessoais usados para informar, convencer e lembrar os clientes sobre produtos e serviços Preço Promoção Distribuição Produto Mercado Alvo

35 Tipos de Forças Competitivas Ameaça de produtossubstitutos Poder de barganha dos compradores Rivalidadeentreconcorrentesexistentes Poder de barganhadosfornecedores Ameaça de novosingressantes


Carregar ppt "INTERMODAL E MARKETING. REGULAMENTAÇÃO: LEI 11442 DE 05.01.2007 (Revoga a Lei nº 6813 – 10.07.1980) Regulamenta o Transporte Rodoviário de Cargas TRC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google