A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Aula 9 – 18/09/2012 Administração, 6º Prof. António Albano B Moreira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Aula 9 – 18/09/2012 Administração, 6º Prof. António Albano B Moreira."— Transcrição da apresentação:

1 ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Aula 9 – 18/09/2012 Administração, 6º Prof. António Albano B Moreira

2 Correção da prova

3 Vamos ao conteúdo EMPREENDEDORISMO

4 Lembrar Mitos e definições; A importância do Empreendedorismo; Contextualizar o empreendedorismo; Intra empreendedorismo Algumas recomendações; Como fazer?

5 TEMAS A DISCUTIR Introdução / Objetivos. Qual a situação que vivemos hoje ? O perfil do profissional atual. Realidade das MPE´s. Importância das MPE´s. O que fazer ? Empreendedorismo, o que vem a ser isto?

6 Transição DESCOMPASSO VELOCIDADE MUDANÇAS DO AMBIENTE VELOCIDADE MUDANÇAS INTERNAS

7 4 REVOLUÇÕES TECNOLOGIAGLOBALIZAÇÃO GESTÃO DAS EMPRESASNATUREZA HUMANA

8 Redução de 44 % JUN JAN Tecnologia Nº DE BANCÁRIOS NO BRASIL Automação Fonte: Dieese - Linha Bancários

9 Média ponderada do PIB regional e do crescimento do emprego EMPREGOS PIB Crescimento econômico sem crescimento do emprego

10

11 BIOLÓGICOMECANICISTA times de trabalhoorganograma empowermentcontrole lídergerente cérebro de obramão-de-obra Capital HumanoCapital Financeiro Gestão das Empresas Mudança de Paradigmas PARADE

12 A rapidez do Pequeno

13 Mensagem O mundo não está dividido entre grandes e pequenos, mas sim entre rápidos e lentos e somente os rápidos sobreviverão Peter Drucker

14 A revolução da natureza humana PODERÉPOCAS Nas Cavernas Alimento Agricultura Território Mercantilista Rei Industrial Capitalista Conhecimento Pessoas

15 Nova economia X Velha economia ? Nova empresa X Velha empresa ? Nova gestão X Velha gestão ? Novo consumidor X Velho consumidor ? Novo administrador X Velho administrador ? OS NOVOS DESAFIOS

16 Revista Época Negócios, março 2007, pág. 170

17 Mundo dos negócios atual Globalização dos negócios com crise Complexidade e volume das variáveis em jogo Grande volume de dados Disponibilidades de inúmeras informações Decisões rápidas Inconstância dos mercados Complexidade das organizações O cliente é mutante e infiel Crescimento dos concorrentes Análise complexa – questões impossíveis de se prever.

18 Humm......

19 O profissional ? Criatividade Adaptabilidade Resiliência Conhecimento e voltado para prática Foco em metas Resolução de problemas Tomada de decisão Espírito de equipe Busca de oportunidades

20 A revolução da natureza humana Empregabilidade Como você esta se preparando para os Novos tempos?

21 Acabou o amadorismo: Conhecimento e informação são essenciais:

22 A IMPORTÂNCIA DAS MPE´S De a as firmas até 100 funcionários criaram 96% dos novos empregos – 1,9 milhão. Enquanto as firmas médias e grandes (mais de 100 funcionários) criaram empregos. O crescimento de empregos nas MPE foi de 19,2% e nas MGE de 0,6%. O crescimento das novas MPE´s foi cerca de 98,7% em Após os 4 primeiros anos apenas 50% das firmas de pequeno porte sobrevivem. Grandes – 83%.

23 Dados da importância das PMEs 6,5 milhões de PMEs no País; 50 mil Médias; 60% de todos os empregos com carteira; 19,6 milhões de trabalhadores

24 A IMPORTÂNICA DAS MPE´S Total Func Milhões 9,3%17,1%19,4%20,4%33.8% Dados de fonte - RAIS Em número de Funcionários Total Emp %22,8%5,8%1,2%0,2% Em número de Empresas

25

26 A situação hoje Criatividade Adaptabilidade Resiliência Conhecimento e voltado para prática Foco em metas Resolução de problemas Tomada de decisão Espírito de equipe Busca de oportunidades O perfil profissional exigido RESULTADO

27 Na vida pessoal Angústias e depressões; Agitação, sensação de impotência e falta de controle; Relações humanas desgastadas; Falta de controle da vida pessoal; Desemprego / falta de emprego.

28 A situação hoje Globalização dos negócios Complexidade e volume das variáveis em jogo, grande volume de dados Vida pessoal agitada. Disponibilidades de inúmeras informações Decisões rápidas Inconstância dos mercados Complexidade das organizações O cliente é mutante e infiel Crescimento dos concorrentes Análise complexa – questões impossíveis de se prever. RESULTADO

29 Dados de a 61% morrem no primeiro ano; 40 a 68% no segundo ano; 55 a 73% no terceiro ano.

30 O Ambiente nas PMEs Sobrevivência e Mortalidade das Empresas Paulistas de 1 a 5 anos : Falta de Capital de Giro; Falta de crédito; Problemas Financeiros; Maus pagadores; Falta de Clientes; Concorrência muito forte; Instalações inadequadas; Ponto inadequado; Carga tributária elevada; Fala de mão-de-obra qualificada; Falta de conhecimentos gerenciais; Recessão econômica no país.

31 Causas da mortalidade... 1º Falta de Capital de Giro- 42 % 2º Falta de Clientes - 25 % 3º Problemas financeiros- 21 % 4º Maus Pagadores- 16% 5º Falta de Crédito- 14% Fatores condicionantes e taxa de mortalidade de empresas no Brasil Sebrae - Relatório de Pesquisa Brasília Agosto 2004

32 Razões da Mortalidade das Empresas 1Escassez de recursos financeiros21,9 % 2Instabilidade econômica7,7 3Mercado Limitado7,7 4Concorrência7,3 5Problemas pessoais6,8 6Planos econômicos6,8 7Localização3,4 8Inflação3,4 9Elevados encargos financeiros3,0 10Falta de organização e administração3,0 FONTE : SEBRAE – PROGRAMA GERAÇÃO EMPRESA

33 Razões da Sobrevivência das Empresas 1Perseverança / Persistência20,3 % 2Boa administração14,2 3Dedicação do empresário13,6 4Boa estratégia de vendas5,7 5Capital próprio5,5 6Experiência no ramo4,7 7Mercado favorável4,3 8Reinvestir na empresa4,1 9Qualidade do produto3,3 10Única fonte de renda do empresário3,2 FONTE : SEBRAE – PROGRAMA GERAÇÃO EMPRESA

34 E AGORA JOSÉ ?

35 O QUE FAZER ENTÃO ? Inovação; Rapidez; Atendimento; Associativismo. Incubação; Cooperativismo; Empreendedorismo; Empregabilidade; Vantagens, diferenciais competitivos.

36 DE DONO A EMPREENDEDOR DONO DE EMPRESA : Visão D/D - de dentro para dentro da empresa. EFICIÊNCIA – Fazer as coisas bem feitas. EMPRESÁRIO : Visão D/F ou - de dentro para fora da empresa ou inverso. F/DConcorrente, Fornecedor, Cliente. EFICÁCIA – Fazer bem feito só o que precisa ser feito. EMPREENDEDOR : Visão F/F -de fora da empresa para fora da empresa. EFETIVIDADE – Manutenção da Eficácia no tempo. NECESSIDADE – Mudança de perfil conforme a evolução.

37 Fatores de sucesso da Micro Empresa Ambiente favorável (Mercado incluído) Gestão (Planejamento Inicial e continuidade) Conhecimento do ramo Empreendedorismo

38 As 3 funções do empresário Gestor / Administrador Técnico Empreendedor

39 A Gestão Objetivos: Estratégia; Diferencial; Planejamento; Controle; Padrões; Informações / Apoio; Melhoria contínua.

40 A Técnica Inovação; Qualidade; Padrões; Continuidade e melhoria.

41 PORQUÊ O EMPREENDEDORISMO ? Importância das Micro e Pequenas Empresas na geração de renda e empregos. Desenvolvimento e mudança social e econômica. Só os empreendedores triunfarão. Auto-realização pessoal. Empregabilidade.

42 MITOS / VERDADES Se nasce empreendedor; Empreendedorismo é montar empresa; Empreendedorismo é sorte; Empreendedorismo pode ser desenvolvido; Só os empreendedores triunfarão.

43 Empreendedorismo - definições 1. Conceito habitual; 2. Conceito geral; 3. Conceito restrito; 4. Como atitude de vida.

44 O EMPREENDEDOR EMPREENDEDORES, EMPREENDEDORES, SÃO PESSOAS QUE FAZEM ACONTECER. A arte de dar o 1º passo. Grandes objetivos sempre claros, com foco. Apetite para fazer tudo com seriedade. Energia alocada ao fazer acontecer. A arte refinada da comunicação. A arte do relacionamento. A arte de amarrar pontas. A arte da criatividade pela visão. A arte do ser pra frente.

45 SER EMPREENDEDOR 1- CONJUNTO DE REALIZAÇÃO Busca de oportunidades e iniciativa. Correr riscos calculados. Persistência. Exigência de qualidade e eficiência. Comprometimento. CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS SEGUNDO DAVID McCLELLAND

46 SER EMPREENDEDOR 2- CONJUNTO DE PLANEJAMENTO Busca de informações. Estabelecimento de metas. Planejamento e monitoramento sistemáticos. CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS SEGUNDO DAVID McCLELLAND

47 SER EMPREENDEDOR 3- CONJUNTO DE PODER Independência e autoconfiança. Persuasão e rede de contatos. CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS CARACTERÍSTICAS EMPREENDEDORAS SEGUNDO DAVID McCLELLAND

48 Características e atitudes 10 características empreendedoras Atitudes e comportamentos –Ações que identificam as características –3 para cada característica –30 ações no total

49 Age diante de dificuldades relevantes. Insiste ou muda de estratégia com a finalidade de enfrentar desafios ou superar dificuldades. Responsabiliza-se pessoalmente pelo cumprimento dos objetivos estabelecidos.PERSISTÊNCIA

50 Analisa as alternativas e calcula riscos cuidadosamente. Age para diminuir riscos ou controlar resultados. Coloca-se em situações que implicam em desafios ou riscos moderados. CORRER RISCOS CALCULADOS

51 Busca autonomia em relação às normas e controle de outros. Mantém suas decisões, mesmo quando outras pessoas se opõem, diante de resultados desanimadores. Mostra-se confiante na sua própria capacidade de completar uma tarefa difícil ou de enfrentar um desafio. INDEPENDÊNCIA E AUTOCONFIANÇA

52 Fixa objetivos que lhe proporcionem desafios e que tenham significado pessoal. G Fixa metas de longo prazo, claras e específicas. G Fixa objetivos de curto prazo, mensuráveis. Estabelecimento de metas/objetivos

53 CLAROS REALISTAS MENSURÁVEIS ESPECÍFICOS REPRESENTAM UM DESAFIO TÊM UM SIGNIFICADO ESPECIAL Critérios para bons objetivos

54 Metas Específicas Significado Provocante Executável Realista Tempo final Observável

55 Se um objetivo é escrito, há um aumento de 60% da probabilidade de atingi-lo. Ajuda você a trabalhar com inteligência, não só com dedicação. Orienta para o futuro, para resultados. Aumenta a motivação Ajuda a administrar a tensão de ser um Empreendedor. MOTIVOS PARA SE ESTABELECER objetivos

56 Pesquisa pessoalmente informações de clientes, fornecedores e concorrentes Pesquisa pessoalmente sobre como fabricar um produto ou fornecer um serviço Solicita orientação de um especialista para obter assessoria técnica ou comercial BUSCA DE INFORMAÇÃO

57 ESCLARECER OBJETIVOS IDENTIFICAR PERGUNTAS DESIGNAR RESPONSABILIDADES DEFINIR UM PRAZO DE REALIZAÇÃO ELEMENTOS DE UM PLANO DE BUSCA DE INFORMAÇÕES

58 Planeja um trabalho grande, dividindo-o em partes mais simples e com prazos definidos Acompanha e revisa seus planos, embasado em informações sobre o desempenho real e em novas circunstâncias Mantém registros financeiros e os utiliza para tomar decisões PLANEJAMENTO E MONITORAMENTO SISTEMÁTICO

59 Age de forma a executar melhor as coisas, mais rapidamente ou mais barato. Procede de forma a realizar coisas que satisfaçam ou excedam aos padrões de excelência. Assegura que o trabalho seja terminado a tempo e atenda aos padrões de qualidade previamente combinados. EXIGÊNCIA DE QUALIDADE E EFICIÊNCIA

60 Realiza atividades antes de solicitado ou forçado pelas circunstâncias. Busca novas áreas de atuação, produtos e serviços para ampliar seu empreendimento Aproveita oportunidades fora do comum para começar um negócio novo, obter financiamentos, equipamento, local de trabalho ou assistência BUSCA DE OPORTUNIDADE E INICIATIVA

61 Sacrifica-se pessoalmente ou depende de um grande esforço para completar uma tarefa contratada Trabalha junto com seus empregados ou os substitui caso seja necessário terminar uma tarefa Prima em manter os clientes satisfeitos e coloca em primeiro lugar a boa vontade a longo prazo, em vez do lucro a curto prazoComprometimento

62 Usa de estratégias para influenciar ou persuadir os outros. Usa de pessoas influentes para atingir seus próprios objetivos. Age para desenvolver e manter relações comerciais. PERSUASÃO E REDE DE CONTATOS

63 Fazendo acontecer... Amplie sua visão de mundo Descubra no que você é bom,...MESMO! Busque as informações necessárias Saiba onde elas estão Quem poderá ajudá-lo ? Que recursos você precisa ?

64 Empreendedor: Atitudes Se acomodar Fazer acontecer

65 Manuais Intelectuais Emocionais Esportivas Comunicação Quais são suas competências/habilidades

66 Fazendo acontecer... EMPREENDEDOR Talento Criatividade Competência + +

67 O que é Empregabilidade ? Competência profissional Adequação profissional Idoneidade Reserva financeira e fontes alternativas Relacionamentos Saúde física e mental Objetivos claros Plano de vida

68 ESTRATÉGIA PESSOAL Valores / Crenças / Princípios Sonhos / Visão Razão da Existência / Missão

69 Sugestão de Plano Pessoal Talento Competência Essencial Metas Visão / Missão Sonho Plano Ação Avaliação Valores / Princípios Modelos Empreen- dedorismo / Disciplina

70 Agora que já sabe... Descubra seus talentos; Desenvolva-os em pontos fortes; Alinhar os Objetivos e Propósitos; Desenvolvimento pessoal; Plano de Negócios; Atitudes Empreendedoras; Alinhar as Estratégias;

71 E principalmente... É preciso dar sentido a tudo isto. Achar um motivo.

72 O Serviço de Apoio à Pequena Empresa no Paraná Ser Empreendedor

73 OBSERVAÇÕES Não há desemprego. O que está desaparecendo é o emprego propriamente dito. William Bridges Fonte: IBGE Somente 50% dos empregos no Brasil são formalizados com 'carteira assinada'. Entre 1980 e 1994, o trabalho por 'conta própria cresceu 37,38%.

74 Eu sou o único responsável pelo meu futuro...

75 Foque seu Objetivo:

76 BOA NOITE ! OBRIGADO


Carregar ppt "ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Aula 9 – 18/09/2012 Administração, 6º Prof. António Albano B Moreira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google