A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FTAD - Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Contabilidade e Finanças Prof. Karine Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FTAD - Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Contabilidade e Finanças Prof. Karine Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 FTAD - Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Contabilidade e Finanças Prof. Karine Oliveira

2 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO GESTÃO FINANCEIRA CONTABILIDADE ACI : ESTUDO DE VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRA Competências a serem Trabalhadas

3 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Introdução Introdução Conceito de Planejamento Conceito de Planejamento Níveis de Planejamento Níveis de Planejamento Sistema de Orçamento Sistema de Orçamento Elementos principais do estudo e elaboração de um orçamento (Princípios) Elementos principais do estudo e elaboração de um orçamento (Princípios) Elaboração Elaboração

4 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Filosofia de Planejamento Filosofia de Planejamento Conceitos Fundamentais Conceitos Fundamentais Planilhas de Orçamento Planilhas de Orçamento Processo de Planejamento Processo de Planejamento Execução Execução Vantagens Vantagens Análise SWOT Análise SWOT

5 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Introdução Introdução Conceito de Planejar – É uma ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro Conceito de Orçamento – É a quantidade estimada de dinheiro necessária para atender a certas despesas, ou seja, é o calculo antecipado das receitas e das despesas de uma empresa

6 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Conceito de Planejamento Conceito de Planejamento É a antecedência as necessidades da empresa em relação às despesas e receitas Níveis de Planejamento: Níveis de Planejamento: a)Planejamento Estratégico – é o processo intelectual que consiste em estruturar e esclarecer a visão dos caminhos que a organização deve seguir e quais os objetivos que deve alcançar; b)Planejamento Tático – Refere-se às varias fases e processos realizados para alcançar os objetivos do planejamento estratégico ; c)Planejamento Operacional – é considerado a fornalização dos objetivos e procedimentos a seguir, principalmente através de documentos escritos

7 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Sistema de Orçamento Sistema de Orçamento É um instrumento de planejamento e controle de resultados econômico e financeiro, expressam quantitativamente, as políticas de compra, vendas, recursos humanos, gastos gerais, qualidade e tecnologia

8 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Princípios para Elaboração de Orçamento Princípios para Elaboração de Orçamento Envolvimento da alta administração;Envolvimento da alta administração; Sistema de Custeio bem definido; Comunicação integral; Expectativas realistas; Destacar as diferenças significativas; Participação nos lucros

9 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Elaboração Elaboração A área de orçamento solicita ao departamento comercial a projeção anual de vendas; A área de orçamento solicita ao departamento comercial a projeção anual de vendas; A projeção de vendas é repassada ao outros departamentos, para que eles a utilizem como base para projetar seus gastos anuais; Utilizando-se das projeções receitas e despesas o departamento de orçamento elabora a DRE e projeção para o ano seguinte; A DRE projetada é levada para à alta administração para aprovação; A projeção da DRE é aprovada pela alta administração e os orçamentos distribuídos aos departamentos; A execução dos orçamentos pelos departamentos é acompanhada pela aera de orçamento durante todo o exercício contábil. A execução dos orçamentos pelos departamentos é acompanhada pela aera de orçamento durante todo o exercício contábil.

10 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Filosofias de Planejamento Filosofias de Planejamento Filosofia da satisfação; Filosofia da satisfação; Filosofia da otimização; e Filosofia da otimização; e Filosofia da adaptação; Filosofia da adaptação; IMPORTANTE : IMPORTANTE : CUSTO FIXO – são aqueles que não sofrem alteração de valor, independem seu valor esta diretamente ligado a produção; CUSTO FIXO – são aqueles que não sofrem alteração de valor, independem seu valor esta diretamente ligado a produção; CUSTO VARIAVEL – são aqueles que variam de acordo com o nivel de produção CUSTO VARIAVEL – são aqueles que variam de acordo com o nivel de produção

11 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Planilhas de Orçamento Planilhas de Orçamento Planilha de Orçamento da Produção: determina o custo do produto

12 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Planilha de Orçamento de Vendas: determina a quantidades e o valor total dos produtos a vender, calculo os impostos Planilha de Orçamento de Vendas: determina a quantidades e o valor total dos produtos a vender, calculo os impostos PRODUTO A (UND) – R$ 75,00 PRODUTO B (UND) – R$ 64,00

13 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO IMPORTAMTE: A produção acompanha as projeções de vendas, com a finalidade de produzir em função de vendas. Conceito de JUST IN TIME – produzir apenas o que o mercado necessita, minimizando espaço de tempo e armazenagens. Conceito de DESPESAS – é o gasto necessário para obtenção de receita

14 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO CAPITAL - Recursos adquiridos ou aplicados, provindos de capital próprio ou de terceiro. CAIXA - Demonstra todas as despesas e receitas, possibilitando a apuração imediata do resultado.

15 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO EXECUÇÃO EXECUÇÃO as Através de informações confiáveis geradas, possibilita aos gestores executar estratégias administrativas VANTAGENS VANTAGENS Segundo Welsch (1993), Sanvicente e Santos (1994),em qualquer tipo de planejamento existem vantagens e limitações. Quando são vantagens: com base em resultados econômicos financeiros projetos, importantes decisões podem ser tomadas com maior grau de acerto; aumenta o grau de participação de todos os membros da administração na fixação de objetivos; facilita a delegação de poderes; os controles gerencias tornam-se mais objetivos

16 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Limitações Limitações Os orçamentos baseiam-se em estimativas, estando sujeitos a erros maiores ou menores, segundo a sofisticação do processo de estimação Os orçamentos baseiam-se em estimativas, estando sujeitos a erros maiores ou menores, segundo a sofisticação do processo de estimação O custo de implementação e manutenção do sistema, não permite sua utilização plena por todas as empresas Os atrasos na emissão de dados realizados, prejudicam significativamente a implementação de ajustes em tempo hábil.

17 ANÁLISE SWOT Análise SWOT Análise SWOT É um modelo de avaliação da posição competitiva da organização, onde se avalia a posição estratégica da empresa no ambiente em questão. A analise divide em ambiente interno e ambiente externo.

18 ANÁLISE SWOT Análise SWOT Análise SWOT Para Ansoff e McDonnell (1993), estratégia é um conjunto de regras de tomada de decisões, que direcionam o comportamento das organizações, estipulando o sentido do crescimento e do seu desenvolvimento, fazendo com que as empresas estruturem suas políticas operacionais para o alcance de seus objetivos.

19 ANÁLISE SWOT

20 PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO Estas análises de cenário se dividem em: ambiente interno (Forças e Fraquezas) - Principais aspectos, que diferencia a empresa dos seus concorrentes (decisões e níveis de performance que se pode gerir); ambiente interno (Forças e Fraquezas) - Principais aspectos, que diferencia a empresa dos seus concorrentes (decisões e níveis de performance que se pode gerir); ambiente externo (Oportunidades e Ameaças) - Corresponde às perspectivas de evolução de mercado; Fatores provenientes de mercado e meio envolvente (decisões e circunstâncias externas ao poder de decisão da empresa). ambiente externo (Oportunidades e Ameaças) - Corresponde às perspectivas de evolução de mercado; Fatores provenientes de mercado e meio envolvente (decisões e circunstâncias externas ao poder de decisão da empresa). As forças e fraquezas são determinadas pela posição atual da empresa e se relacionam, quase sempre, a fatores internos. Já as oportunidades e ameaças são antecipações do futuro e estão relacionadas a fatores externos. As forças e fraquezas são determinadas pela posição atual da empresa e se relacionam, quase sempre, a fatores internos. Já as oportunidades e ameaças são antecipações do futuro e estão relacionadas a fatores externos. Ambiente Interno Ambiente Interno Ambiente Interno Ambiente Interno Strengths ( FORÇAS ) - Vantagens internas da empresa em relação às empresas concorrentes. Weaknesses ( FRAQUEZAS ) - Desvantagens internas da empresa em relação às empresas concorrentes. Ambiente Externo Ambiente Externo Ambiente Externo Ambiente Externo Opportunities ( OPORTUNIDADES ) - Aspectos positivos da envolvente com potencial de fazer crescer a vantagem competitiva da empresa. Threats ( AMEAÇAS ) - Aspectos negativos da envolvente com potencial de comprometer a vantagem competitiva da empresa.

21 Módulo Contabilidade e Finanças Planejamento Orçamentário Planejamento Orçamentário Gestão financeira Gestão financeira Contabilidade Contabilidade ACI : Estudo de Viabilidade Econômico- Financeira ACI : Estudo de Viabilidade Econômico- Financeira

22 Gestão Financeira Introdução Introdução Conceito Conceito Objetivos Objetivos Funções Funções Estudo de viabilidade econômica Estudo de viabilidade econômica Gestão de fluxo de caixa Gestão de fluxo de caixa

23 Gestão Financeira SERVIÇOS FINANCEIROS SERVIÇOS FINANCEIROS Área de finanças voltada à concepção e assessoria, tanto na entrega de produtos financeiros a indivíduos, empresas O modelo de gestão financeira determina e governo. trazer segurança nas decisões econômicas e financeiro da empresa. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Diz respeito às responsabilidades e atividades do administrador financeiro dentro de uma empresa. Diz respeito às responsabilidades e atividades do administrador financeiro dentro de uma empresa.

24 Gestão Financeira CONCEITO DE GESTAO FINANCEIRA CONCEITO DE GESTAO FINANCEIRA Conjunto de ações e procedimentos administrativos, envolvendo o planejamento, analise e controle das atividades financeiras da empresa, visando a maximizar os resultados decorrentes de suas atividades operacionais.

25 Gestão Financeira Funções As principais funções da administração financeira são: 1)Análise e planejamento financeiro: analisar os resultados financeiros e planejar ações necessárias para obter melhorias; 2)A boa utilização dos recursos financeiros: analisar e negociar a captação dos recursos financeiros necessários, bem como a aplicação dos recursos financeiros disponíveis; 3) Crédito e cobrança: analisar a concessão de crédito aos clientes e administrar o recebimento dos créditos concedidos ;

26 Gestão Financeira Funções 4)Caixa: efetuar os recebimentos e os pagamentos, controlando o saldo de caixa; 5) 5)Contas a receber e a pagar: controlar as contas a receber relativas às vendas a prazo e contas a pagar relativas às compras a prazo, impostos e despesas operacionais; 6) 6)Contabilidade: registrar as operações realizadas pela empresa e emitir os relatórios contábeis

27 Gestão Financeira Gestão Financeira A gestão financeira tem como objetivo maximizar os resultados financeiros de uma empresa a partir do controle, analise e planejamento das suas movimentações financeiras.

28 Gestão financeira CONCEITOS IMPORTANTES : Ativo - É importante para gestão financeira pois determina futuros fluxos de caixa : Tangíveis ou corpóreos Bens direitos e créditos. Intangíveis e incorpóreos São valores que representa marcas e patentes.

29 Gestão Financeira Investidor - Investidor - Quem dispõe a aplicar recursos financeiro com base em gerar riquezas. Tipos: Conservador Moderado Agressivo ou dinâmico

30 Gestão Financeira Conservador - Conservador - Não esta determinado a arriscar, tem segurança em suas decisões. Moderado - Moderado - Um pouco mais afoito, arrisca parte dos recursos em longo prazo, concentra investimento no médio prazo. Agressivo - Agressivo - Investidor mais afoito consiste em ter boa rentabilidade, investe tanto no médio prazo quanto no longo prazo, arrisca no mercado mesmo com ele possa ter resultados negativos.

31 Gestão Financeira IMPORTANTE O QUE É RISCO? E a probabilidade do investido ter sucesso ou não em seu investimento. Administração de riscos Administração de riscos O planejamento de riscos e importante para mostrar a realidade e anteceder possíveis eventos que venham impactar no investidor.

32 Gestão Financeira Rating - Rating - O "rating" é uma opinião sobre a capacidade de uma empresa saldar seus compromissos financeiros. A avaliação é feita por empresas especializadas, as agências de classificação de risco, que emitem notas, expressas na forma de letras e sinais aritméticos, que apontam para o maior ou menor risco de ocorrência de um "default", isto é, de suspensão de pagamentos. Fonte: folha.uol(2009)

33 Gestão Financeira Retorno - Retorno - Os cálculos de riscos e retorno, envolvem variações consideradas como vantagens e desvantagens. As taxas de retorno são avaliadas de diversas maneiras. Relação entre lucratividade e giro de estoques. Relação entre lucratividade e giro de estoques. TX RETORNO = (lucro liquido / vendas) x (vendas / total de ativos) Relação entre retorno que o ativo pode favorecer Relação entre retorno que o ativo pode favorecer TX RETORNO = lucro liquido / total de ativos

34 Gestão Financeira Relação de retorno de investimento isolado Relação de retorno de investimento isolado TX RETORNO = lucro liquido / investimento Relação de tempo necessário retorno de capital investido Relação de tempo necessário retorno de capital investido TX RETORNO = Investimento / lucro

35 Gestão Financeira Exemplo: Exemplo: Lucro líquido – R$ 1.200,00 Vendas – R$ 4.600,00 Total de ativos – R$ ,00 Investimento – R$ ,00

36 Gestão Financeira TX RETORNO = (lucro liquido / Vendas) x (Vendas / Total de ativos) TX RETORNO = (lucro liquido / Vendas) x (Vendas / Total de ativos) TX RETORNO = (1.200 / 4.600) x (4.600 / ) TX RETORNO = 0,26 x 0,15 = 0,04 TX RETORNO = (lucro liquido / total de ativos) TX RETORNO = (lucro liquido / total de ativos) TX RETORNO = / = 0,04

37 Gestão Financeira TX RETORNO = lucro liquido / investimento TX RETORNO = lucro liquido / investimento TX RETORNO = / = 0,03 TX RETORNO = investimento / lucro TX RETORNO = investimento / lucro TX RETORNO = / = 40 IMPORTANTE: GERALMENTE PERCENTUAL

38 ATIVIDADE 1- Qual o conceito de analise SWOT? 2 - O que e rating? 3 – Calcule o tempo de retorno do capital investido. segue dados: lucro:R$ ,00 Capital investido: R$ ,00

39 ATIVIDADE Entrega: 19/05/2012 até às 23:00h às 23:00h EVITE DEIXAR A POSTAGEM DE SUA ATIVIDADE PARA O ÚLTIMO DIA. FAZENDO ISSO, IMPREVISTOS NÃO VÃO LHE PREJUDICAR. * LEMBRANDO QUE SUA ORGANIZAÇÃO TAMBÉM ESTA SENDO AVALIADA

40 DÚVIDAS Acesse o Fórum de dúvidas e discussões Chat dia no horário: 10/05/12 das 20:00 às 21:30 Hrs Chat dia no horário: 10/05/12 das 20:00 às 21:30 Hrs


Carregar ppt "FTAD - Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Contabilidade e Finanças Prof. Karine Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google