A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A AULA COMEÇARÁ EM BREVE. AULA TÉCNICA 50 2007 INSTRUTOR: SCOPINO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A AULA COMEÇARÁ EM BREVE. AULA TÉCNICA 50 2007 INSTRUTOR: SCOPINO."— Transcrição da apresentação:

1 A AULA COMEÇARÁ EM BREVE

2

3 AULA TÉCNICA INSTRUTOR: SCOPINO

4 SCOPINO TREINAMENTOS AULA SOBRE ELÉTRICA E ELETRÔNICA TEMA DE HOJE: BATERIA AULA 04

5 ENVIE SUAS DÚVIDAS À UMEC TEMOS PLANTÃO DE DÚVIDAS AO VIVO COM O INSTRUTOR SCOPINO NO FINAL DESTA AULA.

6 INFORMAÇÕES TÉCNICAS AO ALUNO UMEC NO SITE DA UMEC, VOCÊ TEM O FÓRUM COM DICAS E SOLUÇÕES E OS MANUAIS DE NOSSOS PATROCINADORES. PARTICIPE E PRESTIGIE !

7 JÁ TIVEMOS AQUI NA UMEC, A AULA SOBRE BATERIA AULA 03 NORMA ABNT Nesta aula veremos: A ÚLTIMA AULA SOBRE BATERIA 04 CONSTITUIÇÃO

8 RECAPITULANDO

9 CONSTITUIÇÃO ESTE ACUMULADOR É CONSIDERADO UM GERADOR ELETROQUÍMICO, ONDE OCORRE UM REAÇÃO ENTRE O ELETRÓLITO E OS ELETRODOS QUE SÃO AS PLACAS, GERANDO UMA TENSÃO CONTÍNUA, OU SEJA, COM POLARIZAÇÃO BEM DEFINIDA ENTRE POSITIVO E NEGATIVO.

10 AS PLACAS CADA PLACA NA BATERIA OBTÉM ATRAVÉS DA REAÇÃO ELETROQUÍMICA UMA TENSÃO NOMINAL PRÓXIMA A 2 VOLTS, LOGO AS 06 PLACAS LIGADAS EM SÉRIE FORNECERÁ UMA TENSÃO BEM PRÓXIMA A 12 VOLTS. O NÍVEL DO ELETRÓLITO DEVE ESTAR CORRETO PARA SE CONSEGUIR TODA ESTA TENSÃO.

11 ESPECIFICAÇÕES

12 12 V É A TENSÃO NOMINAL DA BATERIA, ESTÁ LIGADA DIRETAMENTE AO NÚMERO DE PLACAS EM SEU INTERIOR, 3 PLACAS POSITIVAS E 3 PLACAS NEGATIVAS. ELA É FUNÇÃO DO NÚMERO DE ELEMENTOS E DA NATUREZA DO MATERIAL DO ACUMULADOR.

13 ESPECIFICAÇÕES

14 60 Ah É A CAPACIDADE DA BATEIRA EXPRESSA PELA INTENSIDADE DA CORRENTE QUE PODE SER FORNECIDA POR 01 HORA. O TESTE DE DESCARGA É REALIZADO DURANTE 20 HORAS NA TEMPERATURA DE 20o C. É FUNÇÃO DA SUPERFÍCIE ATIVA DOS ELETRODOS.

15 ESPECIFICAÇÕES

16 CCA 425A É A INTENSIDADE MÁXIMA QUE PODE PRODUZIR A BATERIA DURANTE 90 SEGUNDOS A UMA TEMPERATURA DE -18o C. TAMBÉM É FUNÇÃO DA SUPERFÍCIE ATIVA DOS ELETRODOS. PRÓXIMO A ESTA MARCAÇÃO, EM MUITOS CASOS, TEMOS A DATA DE FABRICAÇÃO DA BATERIA.

17

18 CARREGADOR DE BATERIA

19 ESTA OPERAÇÃO DEVE SER REALIZADA EM BATERIAS EM BOM ESTADO, E DEVE SER PROIBIDA EM CASOS DE BATERIAS SULFATADAS OU QUE TENHAM TIDO SOBRECARGA (INDICADOR COM VISOR NA COR PRATA OU CINZA). PODE SER FEITA EM CARGA LENTA OU RÁPIDA. UMA BATERIA DE CHUMBO RESTITUI CERCA DE 90% DE SUA CARGA.

20 CARREGADOR

21 CARGA LENTA A CARGA LENTA É FEITA COM UMA CORRENTE INFERIOR A C/20, SENDO QUE C É A CAPACIDADE DA BATERIA. POR EXEMPLO EM UMA BATERIA DE 40A, C/20= 2A A CARGA LENTA PODE DEMORAR HORAS MAS NÃO PROVOCA O AQUECIMENTO EXCESSIVO DA BATERIA.

22 CARGA RÁPIDA A CARGA RÁPIDA É FEITA COM UMA CORRENTE SUPERIOR A C/5, SENDO QUE C É A CAPACIDADE DA BATERIA. POR EXEMPLO EM UMA BATERIA DE 40A, C/5= 8A A CARGA RÁPIDA É MAIS AGRESSIVA E PROVOCA AQUECIMENTO DA BATERIA, PODENDO SER EFETUADA EM MENOS DE 1 HORA.

23 ANÁLISE

24 PERGUNTA COMO CALCULAR O TEMPO DE RECARGA DA BATERIA ?

25 RESPOSTA DIVIDA A CORRENTE DO CARREGADOR PELA CAPACIDADE DA BATERIA. EXEMPLO: BATERIA DE 40 A, CARREGADOR FORNECENDO 2 A, TEMPO DE RECARGA TOTAL SERÁ DE 20 HORAS.

26 OBRIGADO PELO ACOMPANHAMENTO DAS AULAS. ATÉ A PRÓXIMA: 2007 / 52 ELÉTRICA E ELETRÔNICA BATERIA 05 Instrutor Scopino

27 E AGORA VAMOS AO VIVO AO PLANTÃO DE DÚVIDAS COM O PROF. SCOPINO UMEC – UNIVERSIDADE DO MECÂNICO

28


Carregar ppt "A AULA COMEÇARÁ EM BREVE. AULA TÉCNICA 50 2007 INSTRUTOR: SCOPINO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google