A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A AULA COMEÇARÁ EM BREVE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A AULA COMEÇARÁ EM BREVE."— Transcrição da apresentação:

1 A AULA COMEÇARÁ EM BREVE

2

3 AULA TÉCNICA INSTRUTOR: SCOPINO

4 SCOPINO TREINAMENTOS INJEÇÃO ELETRÔNICA SISTEMA: MULTEC-H FLEXPOWER SISTEMA DE MEDIÇÃO DE AR

5 ENVIE SUAS DÚVIDAS À UMEC TEMOS PLANTÃO DE DÚVIDAS AO VIVO COM O INSTRUTOR SCOPINO NO FINAL DESTA AULA.

6 INFORMAÇÕES TÉCNICAS AO ALUNO UMEC SOMENTE NA UMEC VOCÊ ASSISTE AS AULAS AO VIVO OU GRAVADAS ! NO SITE DA UMEC, VOCÊ TEM O FÓRUM COM DICAS E SOLUÇÕES E OS MANUAIS DOS PRODUTOS DE NOSSOS PATROCINADORES. PARTICIPE E PRESTIGIE !

7 Já tivemos aula sobre SISTEMA DE COMBUSTÍVEL na injeção eletrônica MULTEC-H. Agora veremos: FLEXPOWER CELTA 2007 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE AR

8 DIAGRAMAÇÃO FLEXPOWER E C U MULTEC H TEMPERATURA DE ÁGUA TEMPERATURA DE AR + MAP ROTAÇÃO POSIÇÃO BORBOLETA DETONAÇÃO SENSOR DE OXIGÊNIO 04 INJETORES BOBINA CANISTER ATUADOR DE M. LENTA RELÉ BOMBA LÂMPADA DE DIAGNOSE CONECTOR DIAGNOSE PADRÃO OBD2 AR CONDICIONADO VSS - VELOCIDADE PARTIDA A FRIO SENSOR DE FASE ELETROVENTILADOR IMOBILIZADOR

9 O QUE É ? O SISTEMA DE MEDIÇÃO DE AR É COMPOSTO PELOS SENSORES RESPONSÁVEIS POR INFORMAR A ECU SOBRE A QUANTIDADE DE AR ADMITIDO, JÁ QUE ESTA INFORMAÇÃO É IMPORTANTÍSSIMA PARA OS CÁLCULOS DA FORMAÇÃO DA MISTURA: AR + COMBUSTÍVEL

10 SENSOR MAP COMBINADO

11 TAMBÉM CHAMADO DE CMD (CONJUNTO MEDIDOR DE DENSIDADE), INFORMA À ECU A TEMPERATURA DO AR ADMITIDO E A PRESSÃO INTERNA DO COLETOR, PERMITINDO O CÁLCULO DA MASSA DE AR ADMITIDA. ESTA INFORMAÇÃO É VITAL PARA O CÁLCULO DE QUANTIDADE DE COMBUSTÍVEL INJETADA.

12 CARACTERÍSTICAS O SENSOR, QUE ESTÁ FIXO DIRETAMENTE NO COLETOR DE ADMISSÃO, TEM UMA RESPOSTA RÁPIDA COM A VARIAÇÃO DE DEPRESSÃO NO COLETOR DE AR DO MOTOR. O FUNCIONAMENTO IRREGULAR DESTE SENSOR, GERA ERROS NOS CÁLCULOS DA RELAÇÃO DA MISTURA, INFLUENCIANDO O TEMPO DE INJEÇÃO = T.I.

13 DETALHES DO MAP A ECU ENVIA 5 VOLTS E NEGATIVO PARA O MAP FUNCIONAR, E RECEBE UM SINAL DE RESPOSTA. DE ACORDO COM A DEPRESSÃO NO COLETOR, ESTE SINAL SERÁ MAIOR OU MENOR, PODENDO VARIAR ENTRE 0,1 A 4,9 VOLTS.

14

15 DETALHES DO TEMPERATURA DE AR A ECU ENVIA 5 VOLTS COM CONTROLE DE TENSÃO E O NEGATIVO. ESTA TENSÃO CONTROLADA IRÁ PASSAR PELA RESISTÊNCIA DO SENSOR, QUE DE ACORDO COM SUA TEMPERATURA, PERMITE UMA MAIOR OU MENOR PASSAGEM DESTA CORRENTE.

16 DIAGRAMA SENSOR COMBINADO ECU SENSOR B23 B31 B16 B24 CADBCADB

17 PINOS DE MEDIÇÕES LADO SENSOR: A: RESPOSTA SENSOR MAP B: 5 VOLTS SENSOR MAP C: 5 VOLTS COM CONTROLE PARA TEMPERATURA DE AR D: NEGATIVO

18 VALORES

19 VALORES MAP PRESSÃO mmHgTENSÃO Volts 04,5 1004,1 3002,5 5001,0 OBS. VALORES PODEM TER PEQUENAS ALTERAÇÕES.

20 VALORES TEMP. DO AR TEMPERATURATENSÃO Volts 103,9 203,5 402,4 600,7

21 SENSOR DE POSIÇÃO DE BORBOLETA

22 DETALHES TAMBÉM CONHECIDO POR TPS, ESTE SENSOR TEM A FUNÇÃO DE INFORMAR À ECU A EXATA POSIÇÃO DA BORBOLETA ACELERADORA, E SEU EXATO PERCENTUAL DE ABERTURA. COM ESTA INFORMAÇÃO A ECU CONSEGUE ADEQUAR O TI DE ACORDO COM A REQUISIÇÃO DO PEDAL DO ACELERADOR.

23 FUNCIONAMENTO O TPS ESTÁ CONECTADO À ECU COM 3 TERMINAIS, SENDO UM POSITIVO 5 VOLTS, UM NEGATIVO E UM FIO DE REPOSTA. EM CASO DE FALHA, A ROTAÇÃO DO MOTOR AUMENTA UM POUCO, ALÉM DA LUZ DE INDICAÇÃO DE FALHA PERMANECER ACESA.

24 VALORES TPS POSIÇÃOTENSÃO Volts MARCHA LENTA0,5 50 %2,5 100 %4,3

25 PERGUNTA RESÍDUOS DE ÓLEO INFLUENCIA O FUNCIONAMENTO DO SENSOR COMBINADO MAP / TEMPERATURA DE AR?

26 RESPOSTA SIM. PORTANTO, MUITA ATENÇÃO AO VERIFICAR RESPIRO DE ÓLEO DO MOTOR ENTUPIDO, BORRAS DE ÓLEO, OU MESMO MOTOR COM DESGASTE EXCESSIVO NOS ANÉIS.

27 OBRIGADO PELO ACOMPANHAMENTO DAS AULAS. ATÉ A PRÓXIMA: INJEÇÃO ELETRÔNICA 2007 / 35 MULTEC-H AULA 06 CELTA FLEX Instrutor Scopino

28 E AGORA VAMOS AO VIVO AO PLANTÃO DE DÚVIDAS COM O PROF. SCOPINO UMEC – UNIVERSIDADE DO MECÂNICO

29


Carregar ppt "A AULA COMEÇARÁ EM BREVE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google