A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NOVAS EXIGÊNCIAS COMPETITIVAS Prof. Érico Oda, MSc2 Fonte: BOWIJN P.T., KUMPE T. Manufacturing in the 1990s – productivity, flexibility and innovation.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NOVAS EXIGÊNCIAS COMPETITIVAS Prof. Érico Oda, MSc2 Fonte: BOWIJN P.T., KUMPE T. Manufacturing in the 1990s – productivity, flexibility and innovation."— Transcrição da apresentação:

1

2 NOVAS EXIGÊNCIAS COMPETITIVAS Prof. Érico Oda, MSc2 Fonte: BOWIJN P.T., KUMPE T. Manufacturing in the 1990s – productivity, flexibility and innovation. Long Range Planning, v.23, n.4, p.44-57, Aug.1990 Custos/Resultados Financeiros Conquistar/Encantar CLIENTES PROCESSOS INTERNOS CRIATIVIDADE- RH

3 NOVO AMBIENTE EMPRESARIAL Globalização e disponibilização Informações (Mercados), Capital (Finanças), Competências (MO), Material (Logística ) Evolução e Acessibilidade de Tecnologias Sistemas, Equipamentos e Serviços: ERPs, Servidores, Internet Softwares Aplicativos, Utilitários: Office, CAD, Corel, Soluções específicas, sistemas especialistas: BI, GED, BPMS Exigências de Mercado Qualidade (melhor), Produtividade (barato) Agilidade (rápido), Flexibilidade (customização) Competitividade, Consumidor Exigente, Redução de Custos Prof. Érico Oda, MSc3

4 4 GESTÃO DEPARTAMENTAL x PROCESSO Objetivos Departamentais Produtividade Satisfação ProduçãoR. HumanosMarketingFinanças Produtos Processos Lucro, Rentabilidade Vendas Metas Processos criticos Objetivos dos Processos Requisitos do Cliente Processos criticos

5 Balanced Scorecard Robert Kaplan (Harvard) David Norton (KPMG) Prof. Érico Oda, MSc5

6 Balanced Scorecard Origem: – Instituto Nolan Norton: unidade de pesquisa da KPMG patrocinou estudo Measuring Performance in the Organization of Future Justificativa: – Medidas de desempenho consolidadas, baseadas em dados financeiros estava prejudicando a capacidade das empresas em criar valor econômico para o futuro. – Medição de potenciais de ativos intangíveis Foco: – Sistema de Gestão e Controle Estratégico com enfase na Mobilização e exploração de ATIVOS INTANGÍVEIS Prof. Érico Oda, MSc6

7 Balanced Scorecard Ativos intangíveis: Novos Produtos em fase de Projeto Processos próprios, específicos e inovadores Habilidades essenciais diferenciadoras Motivação e flexibilidade de funcionários Lealdade e Fidelidade de clientes Bancos de dados, de informações e de conhecimentos Sistemas Operacionais e Gerenciais Prof. Érico Oda, MSc7 Potencial dos Ativos Intangíveis Lançamento de produtos e serviços inovadores e desejados pelos clientes Produção customizada, ágeil e flexível de bens e serviços de alta qualidade, preços baixos Atendimento de novos segmentos de clientes Desenvolvimento de relacionamentos que conservem e aumentem o valor dos clientes Melhoria contínua de processos, qualidade e tempos de resposta pela motivação e mobilização das habilidades dos funcionários. Utilização de tecnologias da informação, banco de dados e sistemas

8 Balanced Scorecard Prof. Érico Oda, MSc8 KAPLAN, R. e NORTON, D. P."Putting the balanced scorecard to work". HBR, Sep./Oct. 1993

9 Balanced Scorecard Prof. Érico Oda, MSc9 PERSPECTIVA FINANCEIRA Para sermos bem sucedidos financeiramente como deveríamos ser visto pelos nossos acionistas? Já utilizada na análise tradicional, representa em parte o resultado de uma correta abordagem das demais perspectivas

10 Prof. Érico Oda, MSc10 INDICADORES DA PERSPECTIVA FINANCEIRA CRESCIMENTO E MIX DE RECEITA Novos produtos e serviços Novos clientes e mercados Novas relações de venda Nova estratégia de preços RELAÇÃO INVESTIMENTO/RETORNO Produtividade da receita/funcionário Redução de custos e despesas operacionais Ciclo e giro de caixa Melhoria da utilização dos ativos OBJETIVOS E MEDIDAS DA ADM. DE RISCOS Indicadores de utilização dos ativos Probabilidades de Sucesso/Insucesso

11 Prof. Érico Oda, MSc11 Balanced Scorecard PERSPECTIVA DE MERCADO Para alcançarmos nossa visão, como deveríamos ser vistos pelos nossos clientes? A empresa precisa descobrir quais são as necessidades dos clientes, o que eles esperam da empresa e com que nível de sucesso a empresa tem sido capaz de atender/superar as suas expectativas.

12 Prof. Érico Oda, MSc12 INDICADORES DA PERSPECTIVA DE MERCADO PARTICIPAÇÃO DE MERCADO Reflete a proporção de negócios num determinado mercado CAPTAÇÃO DE CLIENTES Mede a intensidade com que cada unidade de negócios conquista novos clientes RETENÇÃO DE CLIENTES Mede o grau de relacionamento contínuo que cada unidade de negócios tem com seus clientes SATISFAÇÃO DOS CLIENTES Mede o nível de satisfação dos clientes em relação a proposta de valor LUCRATIVIDADE DOS CLIENTES Mede o lucro líquido de cliente (LTV – Life Time Value) ou segmentos

13 Balanced Scorecard PERSPECTIVA DE PROCESSOS INTERNOS Para satisfazermos nossos acionistas e clientes, em que processos de negócios devemos alcançar a excelência ? Visa refletir sobre as atividades cotidianas da empresa, buscando melhorá-las constantemente. O ponto chave é saber identificar em que processos (críticos) a empresa deve buscar a excelência, no sentido de fornecer o maior valor para os seus clientes Prof. Érico Oda, MSc13

14 Prof. Érico Oda, MSc14 INDICADORES DE PROCESSOS INTERNOS O PROCESSO DE INOVAÇÃO Tempo de desenvolvimento de novos produtos Lançamento de novos produtos x lançamento da concorrência Inovações e melhorias no processo de gestão % Vendas gerado por novos produtos O PROCESSO DE OPERAÇÕES Entregar eficientemente produtos e serviços Serviços pós venda Operações internas Qualidade e produtividade de produção Rentabilidade de acervos técnicos

15 Balanced Scorecard PERSPECTIVA DE APRENDIZADO E INOVAÇÃO Para alcançarmos nossa visão, como sustentaremos nossa capacidade de crescer, mudar e melhorar ? Voltada para a melhoria contínua no processo estratégico da empresa (P&D), esta perspectiva está interessada no futuro: o que a empresa precisa fazer para continuar crescer e a agregar valor para seus clientes. Prof. Érico Oda, MSc15

16 Prof. Érico Oda, MSc16 INDICADORES DE APRENDIZADO E INOVAÇÃO RECICLAGEM DA FORÇA DE TRABALHO Motivação e Retenção dos funcionários Treinamento e Desenvolvimento CAPACIDADE DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Tempo de resposta Indicadores : Disponibilidade, Confiabilidade, CAPACIDADE DOS FUNCIONÁRIOS Atingimento de metas inovadoras Satisfação dos funcionários Produtividade dos funcionários MOTIVAÇÃO, EMPOWERMENT E ALINHAMENTO Sugestões apresentadas e implementadas Medidas de alinhamento individual e organizacional (desafios) Medidas do desempenho de equipe

17 Mapa Genérico: O Fator Causa-Efeito FINANÇAS PROCESSOS INTERNOS CLIENTES APRENDIZAGEM E CRESCIMENTO AMPLIAR LUCRATIVIDADE REDUZIR CUSTOS AMPLIAR VENDAS SATISFAZER CLIENTES DESENVOLVER NOVOS PRODUTOS PREZAR SATISFAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS TER EXCELÊNCIA PRODUTIVA MELHORAR QUALIDADE NO ATENDIMENTO TER UMA EQUIPE DE ALTA PERFORMANCE AMPLIAR CARTEIRA DE CLIENTES Proposta de Valor 17Prof. Érico Oda, MSc

18 Ativos de Mercado Ativos Humanos Propriedade Intelectual Ativos de Infra-estrutura

19 ATIVO INTANGÍVEL Ativos intangíveis podem ser definidos como um conjunto estruturado de conhecimentos, práticas e atitudes da empresa que, interagindo com seus ativos tangíveis, contribui para a formação do valor das empresas. KAYO, Eduardo Kazuo. A estrutura de capital e o risco das empresas tangível e intangível-intensivas: uma contribuição ao estudo da valoração de empresas. Tese (Doutorado em Administração) – FEA/USP, ação do valor das empresas. É o patrimônio intelectual tanto dos indivíduos, constituído pelas suas competências e habilidades, como das empresas, pelo domínio de conhecimentos formados por pesquisas e desenvolvimentos promovidos pelo aprendizado permanente. ODA, Érico. Gestão da Informação. Curitiba:IESDE Brasil S.A., Prof. Érico Oda, MSc

20 ATIVOS INTANGÍVEIS DE MERCADO Ativos de mercado: potencial que a empresa possui em decorrência dos intangíveis que estão relacionados ao mercado, tais como marca, lealdade dos clientes, confiabilidade, garantias de produtos e serviços, canais de distribuição, franquias. 20Prof. Érico Oda, MSc

21 ATIVOS INTANGÍVEIS HUMANOS Ativos Humanos: compreendem os benefícios que o indivíduo pode proporcionar para as organizações por meio de sua expertise, conhecimento, criatividade, habilidade e motivação profissional e para trabalhos em equipe para resolver problemas e para gerar valor. 21Prof. Érico Oda, MSc

22 ATIVOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL Ativos de propriedade intelectual: incluem os ativos que necessitam de proteção legal para proporcionar às organizações benefício da exclusividade, tais como: Fórmulas, produtos, processos, imagem, copyright, design. 22Prof. Érico Oda, MSc

23 ATIVOS INTANGÍVEIS DE INFRAESTRUTURA Ativos intangiveis de Infraestrutura: compreendem as tecnologias, as metodologias e os processos empregados tais como sistema de informação, métodos gerenciais, projetos de processos/equipamentos industriais, cadastros, biblioteca de projetos, banco de dados, etc. 23Prof. Érico Oda, MSc

24 Avaliação dos ativos intangiveis Identificados os ativos intangíveis, é preciso avaliar, com base em dados concretos, a sua tradução em ativos reais e economicamente mensuráveis e contabilizáveis. 24Prof. Érico Oda, MSc Valor de marcas brasileiras: _mais_valiosas_ ?viewMode=presentation&mode=embed _mais_valiosas_ ?viewMode=presentation&mode=embed Marcas Mundiais: Valores em 2010 RankinkMarcasMilhoes de U$Pais de origem 1COCA-COLA70,452United States 2IBM64,727United States 3MICROSOFT60,895United States 4GOOGLE43,557United States 5GE42,808United States 6McDONALD33,578United States 7INTEL32,015United States 8NOKIA29,495Finland 9DISNEY28,731United States 10HP26,867United States


Carregar ppt "NOVAS EXIGÊNCIAS COMPETITIVAS Prof. Érico Oda, MSc2 Fonte: BOWIJN P.T., KUMPE T. Manufacturing in the 1990s – productivity, flexibility and innovation."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google